Notícias

nVidia GeForce GTX 560 Ti

Introdução

Apesar da Zwame não ter recibido qualquer documento ou placa por parte da nVidia ou seus parceiros, pareceu-nos por bem fazer uma pequena notícia sobre a nova GeForce GTX 560 Ti.

Da mesma forma que a nVidia tinha feito um refresh das suas placas topo de gama, 470 e 480, para as 570 e 580, chegou a vez de fazer um refresh à média gama, passando da 460 para a 560 Ti, um nome (Ti) que já não era usado há bastante tempo pela nVidia e que pode indicar que haverão outras 560 com diferentes especificações.

Como é do conhecimento de muitos, os primeiros chips da nVidia, da família Fermi, tinham alguns problemas, especialmente de yelds, o que fazia com que os clocks fossem baixos e tivessem unidades cortadas, para poderem aproveitar mais chips. Isso foi ultrapassado neste refresh. A GF110, nome de código dos Gpus topo de gama, têm melhores clocks e sem unidades cortadas (tirando a 570). O mesmo acontece com esta GF114, a evolução da GF104. A unidade que estava cortada, deixou de estar e os clocks melhoraram em muito.

GeForce GTX 560 Ti em cima e GeForce GTX 460 na parte de baixo.

O que mudou


Diagrama da nova GeForce GTX 560 Ti, sem a última unidade cortada.

Ficam aqui as alterações que foram feitas em relação à 460:
– 384 stream processors, ao contrário de 336 na 460, devido à oitava unidade que deixou de estar cortada.
– 64 TMUs ao contrário de 56.
– 822 Mhz de core clock, ao contrário de 675.
– 1644 de shader clock, ao contrário de 1350.
– 1002 mhz de memória GDDDR5, ao contrário de 900.
– 170W de consumo, ao contrário de 160.
– 9 polegadas de comprimento da placa, ao contrário de 8.25.
– Preço, por volta dos 250$
– Novo sistema de cooling.

O que não mudou?

– Os mesmos 32 ROPs
– O mesmo bus a 256 bit.
– 1GB de Ram.
– 1/12 de double precision.
– 1.95 mil milhões de transistores.
– O mesmo processo de fabrico a 40 nm na TSMC.

Conclusão

Nada mudo de muito fundamental. Na verdade, como aconteceu nas topo de gama, quase se pode dizer que esta é que deveria ser a 460 inicial, pois não tem unidade cortadas e melhores clocks, no mesmo processo de fabrico.

Esta placa tem mais de quase tudo. Uma super 460. Agora a questão é que para o mesmo segmento de mercado, a ATI lançou a 6950 com 1GB de ram, que vai competir com a 560 da nVidia pelo mesmo preço. São as duas boas propostas. Fica é por responder como ficam as 6850 e 6970 da ATI. Provavelmente descem de preço e o consumidor ganha por todos os lados.

Etiquetas

Artigos Relacionados

Close
Close