AnálisesDestaque

Titan Hati

Testes

Os testes serão feitos com a configuração abaixo. Será incluido como comparativo 2 coolers da Scythe, o Yasya e BIG Shuriken.
Configuração

Abaixo fica as duas configurações do CPU. Em defaut e a 3750 mhz, com um vcore relativamente alto, de modo a gerar algum calor.

Testes de temperatura com a placa defaut. A ventoinha utilizada foi a de origem de cada cooler e ligado à motherboard.

  • Amb: Sensor colocado no escritorio
  • Idle: Sistema ligado apenas no desktop do Windows sem nada a correr até estabilizar
  • wprime: execução deste programa com 4 threads no modo 1024, registando a temperatura máxima.
  • LinX: Execução de 2 a 4 ciclos deste deste de estabilidade, até a temperatura estabilizar e registando a temperatura máxima.

3000 mhz

3750 mhz

O Titan praticamente igualou o Scythe Yasya, o que é um bom resultado, visto que o Yasya é bem mais volumoso e pesado, embora não se testou com a ventoinha na potencia máxima (num teste prévio, não fazia quase influencia).
Entretanto bateu o Scythe Big Shuriken por boa margem, especialmente em overclock. O teste do Scythe Big Shuriken a 3750 no Linx foi mesmo no limite, visto que com aquelas temperaturas, o programa dava erro ou o sistema crashava quase sempre antes do 2º ciclo.
Já o cpu aguentou estável nos outros 2 testes, embora ainda assim volta e meia o sistema bloqueava no BOINC, demonstrando que o vcore ainda assim é insuficiente.

Também se incluiu o Antec Kuhler 620, que é um kit watercooling simples pré montado, cuja performance foi um pouco inferior, embora com temperatura ambiente mais elevada, embora destacou-se no teste do LinX, onde obteve temperatura inferior à todos os outros coolers com o CPU a 3750 mhz!

1 fan vs 2 fans
Como se viu nas fotografias, a Titan nos cedeu outra ventoinha igual à que o cooler possui, portanto fez um teste adicional com a segunda ventoinha instalada. Teste feito a 3750 mhz.

A performance foi igual em idle e no wprime, mas estranhamente, pior no Linx! Por achar estranho, eu repeti o teste 2x e em dias diferentes e da 2ª vez, liguei as ventoinhas directamente à fonte de alimentação, portanto sempre na potencia máxima, sendo que este gráfico é do segundo teste, cujos resultados foram iguais.
Isso talvez deve ao método de fixação, cujas borrachas deixam uma folga de uns 5 mm de largura, provocando perda de pressão hidroestática.
Idealmente a ventoinha devia estar em contacto directo com o cooler, utilizando um quadrado de borracha (de modo não só a evitar perda de pressão, como absorver vibração). A segunda ventoinha acaba por provocar disturbios no airflow, resultando em pior performance com cargas elevadas.

Ruído

Estas ventoinhas até são potentes e a 12v “full power” fazem-se ouvir, embora não sejam muito barulhentas. Basta utilizar o redudor incluído ou regulação na própria motherboard para deixarem de ouvir, embora com um pequeno custo na performance.

Página anterior 1 2 3 4 5Página seguinte
Etiquetas

Artigos Relacionados

Back to top button
Close
Close