ArtigosDestaqueGuias

Carregadores e Baterias NiMH

Em quase todos os lares existe pelo menos um aparelho que usa pilhas AA ou AAA. Para os dispositivos de baixo consumo (ex.: relógios), usar pilhas alcalinas até pode ser uma opção aceitável do ponto de vista económico e ecológico. Mas para dispositivos de elevado consumo (ex.: máquinas fotográficas digitais) usar pilhas alcalinas é absolutamente proibitivo: estes aparelhos facilmente consomem 4 pilhas AA em menos de 24 horas. É aqui que entram as baterias recarregáveis NiMH. Mas enquanto que com as pilhas é “usar e deitar fora”, no caso das NiMH é necessário saber algumas coisas para poder tirar o máximo partido delas. Este guia pretende ajudar a perceber esses truques.

Tecnologia

A tecnologia NiMH substituiu a tecnologia NiCd com grande vantagem: as baterias NiMH são menos poluentes por não terem cádmio, mais práticas por não sofrerem “efeito de memória” (que impede que a bateria seja carregada totalmente em carregamentos parciais) e têm cerca do dobro da capacidade máxima das NiCd.

Atualmente existem no mercado duas tecnologias NiMH: as “normais” e as “híbridas”. As “normais” têm capacidades maiores: atualmente a sua capacidade máxima é de 2700mAh. As híbridas têm menor capacidade: 2100 mAh (embora haja alguns modelos muito recentes que prometem chegar aos 2500 mAh). Estas duas tecnologias são perfeitamente compatíveis, mas alguns carregadores inteligentes tem dificuldades em carregar totalmente as híbridas. Isto é, dizem que a bateria está carregada quando esta ainda não está.

Pela sua maior capacidade máxima, as NiMH normais são recomendadas para dispositivos de elevado consumo, como máquinas fotográficas e flashes, e quando se sabe que as baterias serão usadas com muita frequência (isto é, que sejam totalmente descarregadas quando muito um mês após serem carregadas).

Por outro lado, as NiMH híbridas são adequadas para aparelhos de baixo consumo como relógios e telecomandos e quando se espera que demore vários meses até serem totalmente descarregadas. Ou seja, para muitas aplicações as recarregáveis híbridas são excelentes substitutas das pilhas alcalinas.

1 2 3 4 5Página seguinte
Etiquetas

Artigos Relacionados

Close