Notícias

Lançamento da Nikon D7000

A mais recente DSLR da Nikon tem um sensor CMOS 16 MP, 6 fps disparo contínuo, ISO 100 a 6400, 39 pontos de AF, vídeo 1080p 24fps com AF contínuo, corpo em magnésio, capacidade para dois cartões SDXC, obturador testado para 150 mil disparos, e muitas coisas mais. Tudo por volta de 1200 Euros (só o corpo).

Como este novo modelo, a Nikon cria uma nova classe de modelos na sua gama de DSLRs. Em termos de mercado, fica posicionada algures entre as actuais D300S e D90, mas em muitas características é superior ou pelo menos equivalente a D300S, que é o topo de gama da Nikon em corpos com factor de recorte (DX). Herda da D300S características tais como a construção selada e o corpo em magnésio, o tamanho do visor óptico (100% de cobertura e x0,94 de magnificação), a velocidade máxima do obturador (1/8000), a compatibilidade com lentes AI, e o micro-ajuste de AF. Mas em tamanho e peso (780g) está bem mais próxima da D90 (703g) do que da D300S (938g).

Destaques:

  • Sensor: É, logo a seguir à D3X, a DSLR Nikon com maior resolução. A sensibilidade deste sensor também é promissora, com uma gama de ISO 100 a 6400 em vez dos 200-3200 dos modelos anteriores.
  • Metering: O sistema de metering é novo, agora usando um sensor RGB com 2016 pixeis.
  • Auto-focus: O sistema de AF é novo, com 39 pontos, 9 deles em cruz.
  • Vídeo: Tal como a D3100 recentemente anunciada, a D7000 suporta vídeo 1080p a 24fps e 720p a 30, 25 e 24fps, com AF contínuo durante a filmagem, e comprimido com H.264/MPEG-4.
Etiquetas

Artigos Relacionados

Close