Artigos

iPhone 4S

A Apple desvendou o novo iPhone 4S. O desenho é idêntico ao iPhone 4 que tanto sucesso teve desde que foi lançado. O processador é o dual core, A5, que a Apple foi buscar ao iPad 2, a câmera passou a ser de 8 megapixels, grava a 1080p,  a bateria apesar do acréscimo de performance manteve e até melhorou em alguns aspectos e tem ainda uma assistente com o nome de Siri.

Como é habitual a Apple consegue tornar os seus lançamentos um evento por si só. A publicidade gratuita está sempre garantida. Com o secretismo que lhe é característica, os rumores nas semanas prévias aos lançamentos avolumam-se. Começam sempre com a frase “pessoas bem informadas”, “pessoas que viram o equipamento”, “fabricantes de acessórios referiram”.  Desta vez o falhanço foi um pouco superior ao habitual. O esperado iPhone 5 não apareceu. Na sua vez foi lançado o iPhone 4S. A primeira questão é porque é que não lhe chamaram iPhone 5. Por manter o design? Não é fácil responder a perguntas sobre a Apple por isso vamos apenas abordar factos.

Processador

O iPhone ganhou um processador dual core. O A5, como é denominado pela Apple é o mesmo que é utilizado no iPad 2. Com a concorrência Android à muito a ter processadores dual core a Apple não surpreende ao seguir também esse caminho. Devo no entanto referir que por muito que seja interessante discutir características técnicas, o importante é olhar para os diferentes equipamentos e perceber como funcionam e os seus pontos fracos. Não conheço ninguém que tenha um iPhone 4 que o considere lento. E isso é um aspecto importante. De nada interessa performance se não se utiliza, bem como de nada serve um software fantástico que depois não se consegue tirar partido do mesmo. Dito isto, este avanço em termos de processamento é importante, permite fazer convergir em termos de performance as aplicações no iPad 2 e no novo iPhone e simultaneamente reduzir custos já que produzem apenas um processador. A questão dos custos é importante quando a preocupação é o lucro e neste campo a Apple tem sabido bem como ter o máximo lucro possível com trimestre após trimestre a apresentar resultados impressionantes.

Ecrã

O iPhone 4S mantem o mesmo tamanho de 3,5 polegadas, IPS com a mesma resolução de 960×640 pixels. Mais uma vez, quem teve oportunidade de utilizar o iPhone 4 considera a imagem excelente. No entanto, este é um ponto onde a concorrência não tem estado parada e além de ter acompanhado e até em alguns casos superado a qualidade do ecrã em termos de dimensão e resolução do mesmo  existem propostas superiores. Considero mais importante a resolução do que a dimensão do ecrã mas outros podem discordar. Aceito isso, mas o aumento de resolução permite ver mais conteúdo no ecrã o que em certas aplicações é uma mais valia. A opção por manter o equipamento com as mesmas discussões obrigou a manter este tamanho de ecrã e apenas poderemos especular o real motivo para não haver uma alteração em termos de dimensão e/ou resolução do ecrã.

Câmera Principal

Atendendo que há duas câmeras designo a câmera de 8 megapixels com autofocus e flash de câmera principal. Segundo a Apple a objectiva é composta por 5 lentes justapostas em vez das 4 do modelo anterior e a abertura é de f/2.4. Esta melhoria sem dúvida que vai proporcionar aos amantes de fotografia melhores fotos em particular em condições de pouca luz. A quantidade de aplicações existentes para o iOS e estas melhorias vão seguramente continuar a fazer do iPhone um caso de sucesso em sites como o Flickr.

As melhorias em termos de fotografia também foram acompanhados pela melhoria quanto ao vídeo. Passa de 720p para 1080p a 30 frames por segundo (fps)  com estabilização de imagem. Aqui o limite será sempre a quantidade de memória interna do iPhone já que continua a não haver forma de aumentar a quantidade de memória com um cartão de memória.

Câmera frontal

A câmera frontal que permite usar a aplicação FaceTime manteve-se com a mesma resolução VGA mas com 30 fps.

Rede

A Apple além de ter conseguido colocar um processador dual core no iPhone 4S passou a ter no mesmo equipamento Quadband GSM e CDMA. A Apple que nunca é parca em adjectivos chama-lhe “World Phone”. Num mundo cada vez mais pequeno e em que as pessoas em poucas horas conseguem estar em continentes diferentes esta é uma mais valia. A Apple na conferência de apresentação não deixou passar em claro a adopção do iPhone no mercado empresarial.

WiFi

Aqui não há alteração. O iPhone 4S suporta as várias normas existentes: 802.11b/g/n.

Sensores

Acelerómetro, bússola e giroscópio.

Cartão SIM

Mantem o Micro SIM. Muitas vezes já foi referida a hipótese de a Apple ir pelo caminho dos cartões virtuais  mas pelo menos no iPhone 4S nada mudou e mantem o mesmo micro SIM.

Duração da bateria

  • Até 8 horas de conversação em 3G
  • Até 14 horas de conversação em 2G
  • Até 6 horas de dados em 3G
  • Até 9 horas de dados em WiFi
  • Até 40 horas de audio
  • Até 10 horas de vídeo
  • Até 200 horas em standby

Simplificando, em relação ao que era dado para o iPhone 4 há o aumento de 1 hora de conversação em 3G e uma redução de 100 horas em standby. Causa alguma estranheza este último número pela enorme diferença mas não tenho explicação.

Peso

140 gramas

Dimensões

115,2 x 58,6 x 9,3mm

Preço em dólares (EUA)

$199 para o modelo 16GB, $299 para o modelo de 32GB e $399 para o novo modelo de 64GB.

Disponibilidade

Infelizmente as notícias para Portugal não são as melhores. O iPhone 4S vai ficar disponível a 14 de Outubro nos Estados Unidos, Austrália, Canadá, França, Alemanha, Japão e Reino Unido com a pré-encomenda a poder ser feita a partir de Sexta-feira, 7 de Outubro.

O iPhone 4S vai estar disponível em mais 22 países no fim de Outubro, incluindo Áustria, Bélgica, República Checa, Dinamarca, Estónia, Finlândia, Hungria, Irlanda, Itália, Letónia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, México, Países Baixos, Noruega, Singapura, Eslováquia, Eslovénia, Espanha, Suécia e Suíça.

Até ao final do ano espera-se que o número de países chegue aos 70, mas como podem ver Portugal não será contemplado na primeira e segunda fase de lançamentos.

Siri

O iPhone 4S terá em versão Beta o Siri. O Siri pretende levar um pouco mais além os comandos de voz tal como os conhecemos. Neste caso o que a Apple promete é que o iPhone 4S (aparentemente vai ser em exclusivo para este equipamento) vai permitir usar a nossa voz para enviar mensagens, marcar reuniões, fazer chamadas. Na apresentação foi possível ver alguns exemplos tal como perguntar o tempo para o dia ou colocar o despertador para o dia seguinte.

Inicialmente irá suportar o Inglês, Francês e Alemão. E aqui começam as interrogações. Por um lado será que o Siri funciona tão bem como na conferência. As apresentações da Apple são planeadas ao mais ínfimo pormenor. O Siri está ainda em Beta. É natural que tenha alguns problemas. Mas não será de esperar mais problemas nos outros idiomas? Depois há ambientes em que por melhor que o software funcione não vai ser possível utilizar. Em ambientes com ruído de fundo não é possível usar com fidelidade.

A limitação ao iPhone 4S também deve ser feita de forma artificial tal como o AirDrop no Lion em Macs mais antigos.

Algumas questões?

A primeira questão é porque é que este equipamento não se chama iPhone 5, ou não foram lançados dois equipamentos como os rumores apontavam? Pessoalmente sou dos que acha que se fosse chamado de iPhone 5 metade do feedback negativo não existia. O tamanho do ecrã é adequado quando se pensa do ponto de vista de tamanho do equipamento versus resolução e em termos de processamento o mesmo foi mais do que duplicado. O iOS 5 será lançado dia 12 de Outubro, ou seja, dois dias antes do iPhone 4S estar disponível no mercado.  Como tal o nome de iPhone 5 não seria desajustado atendendo á versão do sistema operativo e das melhorias introduzidas. Especulando diria que haverá algum problema em termos de fabrico ou problema com algum componente. Dando razão a quem acha este lançamento menos conseguido o argumento que a concorrência está mais forte do que nunca é válido. Afinal de contas o Windows Phone tem o “Mango” já disponível em muitos equipamento e continuará a ser disponibilizado de forma faseada e a Google em conjunto com a Samsung irão anunciar um novo equipamento no dia 11 de Outubro. Espera-se até ao final do ano o Android 4.0 em que finalmente os smartphones e os tablets Android vão utilizar a mesma versão do sistema operativo.

A discussão não terá fim nos tempos mais próximos. Quem irá comprar o iPhone 4S? Os utilizadores do iPhone 4 sentirão alguma necessidade para mudar? Funcionará o Siri de acordo com o que foi mostrado? Haverá com este lançamento espaço para que o Android continue a sua marcha triunfal e do lado da microsoft um aumento da quota de mercado?

Muitas perguntas para poucas respostas.

Etiquetas

Artigos Relacionados

Close
Close