Análises

Hauppauge HD PVR

Funcionalidades & Software

A HD PVR é um produto bastante completo e que oferece uma grande qualidade de imagem sem grandes complicações.

A placa tem bom aspecto e apesar de ser mais leve do que aparenta (dá a ideia que, caso não fosse necessário tanto espaço físico para os inputs a mesma poderia ter dimensões bem mais reduzidas) apresenta uma qualidade de construção aceitável.

(Frontal)

(Traseira)

Na parte de trás temos, como entradas, cinco RCAs (três para o sinal componente e duas para o áudio estéreo) e uma entrada óptica. Existe ainda o conector USB para ligação ao computador, alimentação e um conector para o emissor IR. Devido à sua função passthrough, a placa tem ainda, na parte de trás, diversas saídas (5 outros RCAs, correspondentes à saída os mencionados anteriormente e, também, uma saída óptica).

(Pormenor das ligações compostas)

Na frontal, além do botão de ligar / desligar, existe uma entrada S-Video, uma entrada composta (RCA amarelo) e uma entrada estéreo (RCAs vermelho e branco).

A função passthrough, já mencionada diversas vezes, é uma grande mais valia para este produto na medida que permite, enquanto se faz a captura do sinal, o mesmo seja mostrado na televisão. Mediante esta função é perfeitamente possível usar o aparelho do qual estamos a gravar o sinal (como uma set-top box) sendo o sinal enviado quer para o computador quer para a televisão sem existir qualquer atraso na imagem mostrada no televisor, evitando-se, assim, a necessidade de se andar constantemente a ligar e desligar cabos para fazer alguma gravação (sendo que a HD PVR necessita de estar ligada – mas não a um computador – para tudo isto funcionar).

Como curiosidade, como indicar de gravação em progresso, temos não só um LED na frontal, mas também um aro azul que ilumina toda a parte superior da placa.

(Ligada)

(Ligada e em gravação)

Ao nível do software temos, uma suite de software, o Total Media Extreme 2 que contém:

  • Capture Module, onde são feitas as gravações e onde é possível fazer a escolha de qual o input a usar (componente ou composto, áudio RCA ou óptico).

Este módulo, apesar de simples, é funcional e permite fazer as gravações de maneira fácil e cómoda. É possível escolher qual o input a usar (vídeo e som), bem como qual o tipo de áudio (2.0 ou 5.1). Além disso, é possível ainda escolher qual o formato de gravação (MP4, TS ou M2TS) o que é bastante interessante e útil de acordo com a finalidade da gravação (edição, gravação em formato óptico, etc). É ainda possível aceder a um conjunto mais fino de definições (contraste, saturação, formato NTSC ou PAL, bitrate, encoders, etc).

  • ArcSoft TotalMedia Theater

O TotalMedia Theater é um reprodutor de media que permite não só reproduzir os filmes capturados mas também outros formatos como, por exemplo, DVD. Simples permite ainda algumas configurações e realiza bem a sua tarefa.

  • ArcSoft TotalMedia Studio

Temos também aqui uma proposta interessante. Este editor de vídeo permite  editar não só para DVD como para AVCHD e oferece uma variedade de funcionalidades. Podemos usar não só vídeos, como fazer captura directamente pelo software, importar powerpoints e fazer ainda slideshows. Somos ainda brindados com os efeitos habituais, e é permitido, além disso, a criações de menus para, em formato DVD, ser mais imediata a reprodução dos filmes. Nota positiva, assim, para este software.

  • ArcSoft MediaConverter

O conversor oferecido é bastante simples e é orientado ao dispositivo. Isto quer dizer que, ao convertemos um qualquer filme escolhemos não o formato pretendido mas sim o dispositivo alvo (iPod, Playstation 3). Esta simplicidade é bem-vinda para um utilizador mais leigo na matéria. Porém para alguém que pretenda fazer algo mais este software não será, decerto, o caminho a seguir (não descurando, de qualquer maneira, as suas vantagens).

  • WinTV-Scheduler

Este último componente acaba por ser, também ele, bastante interessante. Através da configuração inicial indicamos qual o nosso país / zona de modo a que o programa possa descarregar, automaticamente, a programação televisiva. Partindo dessa programação (que, como sabemos, nem sempre é fiel à realidade) podemos fazer o uso do IR Blaster (de modo a mudar o canal da Set-top box) e assim agendar, como comodidade, gravações.

Página anterior 1 2 3 4 5Página seguinte
Etiquetas

Artigos Relacionados

Back to top button
Close
Close