AnálisesDestaque

Antec VP550P

1 – Introdução e Especificações
2 – Linhas, amperagens e cabos
3 – Fotografias
4 – Testes
5 – Conclusão

Fotografias

Clique para ampliar.



Esta fonte vem embalada numa caixa de dimensões compactas, visto que não só a fonte é pequena, como não tem muitos cabos e com cores habituais dos produtos Antec, preto, amarelo e azul.

Na parte frontal vem as caracteristicas principais: 550w reais, versão ATX 2.3, bem como presença de ventoinha de 120 mm, PFC activo e eficência até 82%.

Esta fonte não possui certificação 80 plus, mas é explicado pelo facto de operar apenas entre 200 e 240 VAC.

A empresa que certifica as fontes, a Ecos Consulting testa e certifica as fontes apenas em 110-120 VAC, logo este modelo não pode ser certificado nestas condições.

Entretanto uma fonte de alimentação universal (100-240V) a operar a 230V é geralmente mais eficiente do que a 115V, sendo melhor entre 1 e 2%.

Em análises extensivas em outros sites, A eficência oscilou entre 82% até quase 85% (entre 20 e 100% de carga), o que era suficiente para ser classificada como 80 plus Bronze, o que é muito bom num produto desta gama de preços.

As laterais da caixa tem espeficicações detalhadas, como as amperagens de cada linha e os cabos incluídos.


Passando para o unboxing. A fonte bem protegida por peças de cartão e embalada num plástico, evitando danos de transporte. e com os cabos presos com uma cinta plástica grande.

No que toca ao conteúdo da caixa, alem da fonte vem um cabo AC de norma europeia, 4 parafusos pretos para montagem e documentação impressa.


Estas duas fotos mostra a parte traseira, visto de cima e por baixo. O arrefecimento é feito com uma ventoinha de 120 mm, e o ar sai por trás, como tem sido habitual nas fontes modernas.

A fonte é toda ela pintada de preto e a qualidade de construção é bastante satisfatória para um produto nesta categoria, não devendo nada à fontes de topo e fica bem em qualquer caixa.

Na parte de trás, temos apenas o interruptor e a entrada AC. As fontes de PFC activo não tem switch de voltagens, especialmente nesta que opera apenas entre 200 e 240 volts, logo não é para o mercado americano, por exemplo.

Parte de trás, de aspecto completamente limpo. Algumas fontes tem aberturas de arrefecimento ou até mesmo fans secundárias, que não é o caso desta.

Todos os cabos saem por um buraco, logo não é uma fonte modular. Não tem um anel plástico a volta da abertura como costuma ser normal, mas pelo menos a Antec tratou o rebordo da chapa para não correr o risco de estragar os cabos.

A manga do cabo 24 pinos não sai de dentro da fonte, sendo o ideal que viesse desde o interior, para melhor proteção e aspecto.

Foto do lado onde está a etiqueta, com as especificações das linhas, que foram descritas anteriormente.

Um macro do interior da fonte. Dá para ver que a ponte de retificação possui um dissipador dedicado, o que é bem vindo, porque sem dissipador, a corrente de entrada fica bastante limitada.

Infelizmente não tem indicação do modelo para encontrar o datasheet (ou está do lado que está preso no dissipador), embora em fontes de qualidade, este componente costuma estar superdimensionado, logo a fonte ou desligava devido as protecções ou outro componente queimava antes que fosse isto a avariar.

Também foi possível analizar o circuito de filtragem, que tem os componentes adequados (2 condensadores X, 4 condensadores Y, 2 bobinas de ferrite e resistencia com manga para evitar que arda), mas não foi possui o MOV ou varistor.

Os condensadores alguns deles estão rotulados a 105ºC e são japoneses, logo de excelente qualidade.

Comparação com a Antec High Current Gamer de 750w, que será analizada em breve, sendo mais comprida e mais pesada.

1 – Introdução e Especificações
2 – Linhas, amperagens e cabos
3 – Fotografias
4 – Testes
5 – Conclusão

Página anterior 1 2 3 4 5Página seguinte
Etiquetas

Artigos Relacionados

Back to top button
Close
Close