Notícias

Michio Kaku diz que a Lei de Moore poderá deixar de ser válida na próxima década

A lei de Moore está presente no mundo da electrónica e da física desde que o co-fundador da Intel, Gordon E. Moore, a escreveu em 1965. Desde desse dia, o número de transístores presentes num circuito integrado duplica a cada 2 anos e o seu desempenho duplica a cada 18 meses.

Segundo o físico teórico, Michio Kaku, diz que a lei de Moore deixará de ser válida não no futuro mais próximo mas certamente na próxima década.

O problema é encontrar um substituto para o silício em conjunto com a natureza exponencial da Lei de Moore. Muito simplesmente, o poder de computação poderá a continuar a duplicar a cada 2 anos e terá de parar por tempo indeterminado. Outra questão é que se está a chegar ao limite do silício. De acordo, com Michio Kaku, uma vez que o processo de produção chegue aos 5nm, a utilização do silício atingiu o limite.

Os próximos anos é necessário pensar em substituir os chips feitos de silício por computadores moleculares, ópticos ou quânticos mas mesmos estes possuem problemas que estão a tentar ultrapassar.

Fonte: Geek.com

Etiquetas

Artigos Relacionados

Close