Guias

Guia: Manutenção de auscultadores in-ear do tipo BA I – Filtros acústicos

Introdução

A maioria dos utilizadores que optaram por um in-ear com a tecnologia balanced armature, abreviada para BA, sabe que existe um pequeno filtro de determinada cor na extremidade do tubo de saída de som, frequentemente denominado por damper. O que não é tão vulgarmente conhecido é qual o motivo da existência deste filtro e os cuidados que devemos ter para prolongar a duração do mesmo sem afectar a qualidade de som.

Estes filtros têm como função atenuar picos na resposta na frequência que provocam um som demasiado agressivo nas gamas média e alta. Outra motivação, geralmente a que é fornecida pelo fabricante, é a protecção do driver balanced armature contra a sujidade e humidade que comprometem a longevidade dos auscultadores.

O som de um in-ear do tipo BA é dimensionado considerando uma resistência acústica associada ao damper utilizado. A impedância varia entre os 330 Ω e os 4700 Ω, no caso dos dampers fornecidos pela Knowles, e a esta está associada uma cor do filtro, visível na extremidade do tubo. A escolha da impedância do damper tem influência no som final, podendo alterar drasticamente a frequência de resposta de um in-ear.

A Phonak é uma das poucas marcas que dá a possibilidade de utilizar  filtros de impedâncias diferentes, fornecendo na embalagem dos auscultadores até 3 tipos de filtros distintos. Estes mudam o carácter sonoro do auscultador, que poderá ir desde: um som carregado de graves e médios, um som neutro, ou um som com ênfase nos graves e agudos (assinatura em V).

Estes filtros têm uma durabilidade inferior à dos auscultadores, irão sendo danificados perdendo as propriedades iniciais e por conseguinte perde-se o som original. Dado que a perda é gradual, esta não é percebida pelo utilizador. Em condições normais de saúde do utilizador, estes danos são notados quando o som deixa de estar equilibrado entre os canais esquerdo e direito. Este é um dos problemas mais comuns que afectam a longevidade dos in-ears, a par de danos nos cabos.

Como os in-ear com este tipo de tecnologia são bastante caros, seria importante que existisse mais informação por parte de alguns fabricantes. A par da Phonak, a Etymotic incentiva a troca de filtros periodicamente. Estes podem ser encomendados na loja do fabricante, ou nos revendedores autorizados. Para tal, ambas as marcas incluem a própria ferramenta para substituição dos dampers na embalagem. Este tipo de postura permite que o consumidor esteja à partida informado dos cuidados de manutenção que deve ter durante o tempo de vida do produto.

Outras marcas, talvez as com mais responsabilidade devido à experiência acumulada e ao elevado custo dos seus produtos, incentivam igualmente que estes filtros sejam trocados periodicamente, mas após se registarem os problemas: falta de equilíbrio entre os dois canais, som mais  baixo, som congestionado, falta de transparência, ou detalhe. Não existe informação acerca da manutenção adequada do auscultador em algumas marcas, levando a que se pense que o auscultador tem um problema grave e deve ser substituído por outro modelo mais recente, talvez mais barato devido aos elevados custos iniciais não terem sido justificados.

Este tipo de defeito, salvo algumas excepções, regista-se após o fim do período de garantia e não é coberto pela garantia de determinados fabricantes. Os custos desta reparação pode atingir facilmente a centena de euros devido aos custos de transporte e  de mão de obra.

As razões para o aparecimento deste defeito, podem ser várias, por exemplo: condições normais de utilização e condições ambientais.

Por fim, é importante registar algumas notas e deixar informações para uma reparação simples que pode ser feita por poucos euros, dado que cada par de dampers custa cerca de 2 € e restauramos o som original, tal como se tivessemos recebido uns auscultadores novos.

 

Material

Ferramenta de remoção do filtro:

  • Knowles Electronics BF-1778-000 (a), ou Etymotic ER38-45 (recomendado);
  • Alfinete longo (alternativo).

Filtros

  • Knowles acoustic dampers: Plug (2.08 dia x 2.44 mm) – 680/1000/1500/2200/3300/4700 Ω para modelos da Westone, Earsonics e Shure.
    • Ref.: BF-1859-000, BF-1860-000, BF-1861-000, BF-1921-000, BF-1922-000, BF-1923-000

dampers_BF-1861-000_&ER4 copy

Figura 1 – Dampers para Etymotic ER4 (cápsula verde – filtro preto) e para Earsonics SM3 (cápsula metálica – BF-1861-000 1500 Ω), e ferramenta ER38-45 para remoção dos dampers.

O material é indicado para modelos das marcas: Westone, Shure e Earsonics. Os modelos das marcas Phonak e Etymotic utilizam filtros próprios cuja referência deve ser consultada no site das marcas.

 

Procedimento

Nota importante: Este tipo de reparação invalida a garantia. É uma operação simples que recomendo que seja efectuada periodicamente após o fim do período da garantia. A sua realização é da responsabilidade do proprietário dos auscultadores.

Na página da Etymotic está o procedimento geral para substituição dos filtros dos in-ear da marca. Para os modelos da marca Shure, Westone e Earsonics há cuidados que devem ser tidos em conta durante a remoção do filtro usado.

A remoção do filtro deve ser feito com a chave BF-1778, ou ER38-45. Como alternativa pode ser utilizado um alfinete longo, mas existem cuidados que devem ser tidos em conta.

1 – Enroscar a chave no filtro rodando a chave no sentido dos ponteiros do relógio.

IMG_0333

Figura 2 – Damper enroscado na ferramenta Etymotic ER38-45.

Durante esta operação, nunca empurrar o filtro para o interior do tubo. A chave vai prender o filtro (caso não seja possível enroscar a chave no filtro, não forçar – ver 1.1, se sim, passar para o ponto 2).

1.1 – Caso a chave não enrosque no filtro, é possível remover a cápsula metálica que contém o filtro, recorrendo a uma agulha longa.

1.2 – Nunca espete a agulha no filtro, para além de danificar o filtro, este pode ser empurrado para o interior do in-ear, danificando permanentemente o auscultador.

1.3 – Pressione a ponta da agulha contra a parte metálica que contém o filtro e faça um movimento ascendente alavancando o filtro para o exterior do tubo. O filtro sairá junto com a cápsula. Evite tocar no filtro usado para evitar que este deslize para o interior do auscultador.

IMG_0331

Figura 3 – Remoção dos filtros acústicos dos Earsonic SM3 com uma agulha de compasso, sem tocar no filtro interno do damper.

 

2 – Quando a chave estiver enroscada no filtro, puxar suavemente o filtro para o exterior.

 

Dampers_3 copy

Figura 4 – Etymotic ER4PT sem o filtro. O filtro está enroscado na ferramenta em fundo.

 

3 – Insira o novo filtro na posição original, tendo em conta o lado que estava originalmente virado para o exterior.

 

IMG_0334

Figura 5 – Colocação do novo filtro nos Earsonics SM3, mantendo o lado correspondente virado para o exterior.

 

Não assumo a responsabilidade por procedimentos inadequados que poderão danificar os filtros, ou os auscultadores. Qualquer dúvida sobre o procedimento deve ser retirada no tópico. Não avance para a reparação caso haja dúvidas, ou não se sinta à vontade em fazer a reparação.

 

Resultados e Conclusão

Os auscultadores ficam com o som original restituído, isto é, fui perdendo qualidade de som nos SM3 ao longo de 2 anos e meio sem me aperceber do quanto estava a perder. Sabia que algo não estava totalmente bem, mas a diferença observada é grande, justificando todo o procedimento.

Estava a utilizar o volume do leitor (ipod Classic) a meio, quando originalmente utilizava a um quarto. Depois da troca dos dampers, volto a utilizar o leitor num volume mais baixo (1/4 do volume máx. do leitor). O canal esquerdo tinha um som mais baixo, tendo sido corrigido após a troca do filtro, restaurando o equilíbrio entre os dois canais.

Em termos de qualidade de som, o som passou a ser mais aberto, menos congestionado, mais detalhado/transparente, mais dinâmico e ganhou extensão na gama alta. O som deixou de ser tão “escuro” (característica associada aos modelos da marca) e ganhou energia em todo o espectro, recuperando as frequências mais altas.

Na mesma altura que fiz a mudança dos filtros nos Earsonics SM3, fiz a mudança dos filtros dos ER4PT após dois meses de utilização e não registei qualquer alteração. Logo, 2 meses é um período curto para o meu tipo de utilização. Farei o mesmo teste com 6 meses de utilização.

Concluindo, deve ser estabelecido um intervalo temporal para a mudança dos filtros acústicos neste tipo de auscultadores (do tipo BA). É uma reparação extremamente simples, em que não se podem descartar certos cuidados para evitar que acidentes possam danificar auscultadores de centenas de euros. Todo o processo exige alguma precaução, mas deve e pode ser realizado pelo proprietário que quer manter os auscultadores por mais que dois anos. Após o período de dois anos o som dificilmente será igual ao som original devido ao desgaste natural dos filtros acústicos.

 

Etiquetas

Artigos Relacionados

Close
Close