AnálisesArtigos

Análise Funtwist ION Fiono 330

Reprodução de Filmes HD

Este sistema é concebido a pensar para utilização como Media Center, portanto não poderia faltar testes dedicados em relação a capacidade de lidar com filmes em alta definição.

No que toca aos métodos de teste, foi utilizado o software Média Player Classic – Home Cinema x64 v1.2.908.0 e foi utilizado 2 modos de vídeo output: EVR e VRM9. O modo EVR tira partido das capacidades de aceleração de VC-1,MPEG2 e H/X.264/AVC presente nas modernas placas gráficas. Esse modo só funciona em Windows Vista e Windows 7.

No que toca a medição de performance, registou-se quanto tempo de CPU foi usado para reproduzir totalmente os vídeos, pelo Task Manager.

Para comparar, utilizou-se a review da Asus M4A785TD-V Evo

Este teste foi feito com um demo sobre o HD-DVD em formato MKV 1920X1080P com 121 segundos, utilizando o codec VC-1 e áudio AC3 2.0 640 kbps.

Este teste foi feito com um demo do RedAlert 3 em formato MKV 1280x720p com 149 segundos, utilizando o codec H.264 e áudio aac 2.0.

Veredicto MKV

No que toca a comparação, claramente o sistema AMD tem menor uso de CPU. No que toca a este sistema, o uso de processador caiu drasticamente com o decode pelo IGP. E acima de tudo, a 1080p o vídeo corre perfeitamente fluído, enquanto sem aceleração fica completamente aos soluços, logo impraticável. Já 720p funciona bem, mesmo sem aceleração, embora esteja no limite, que em vídeos mais pesados pode ser inviável.

Este teste foi feito com um trailer do filme “timecrimes” em formato HDMOV 1920X1056P com 98s segundos, utilizando o codec H.264 e áudio AAC 2.0 96kbps.

Este teste foi feito com um trailer do filme “timecrimes” em formato HDMOV 1280x668p com 98s segundos, utilizando o codec H.264 e áudio AAC 2.0 96kbps.

Veredicto MOV

Veredicto em tudo semelhante a MKV, onde o uso de aceleração pelo IGP tornou o 1080p perfeitamente fluido. 720p em VMR9 também funciona, mas igualmente no limite.

Este teste foi feito com um um trailer do filme “Alexander” em formato WMV-HD 1920X1080P com 113 segundos a 9600 kbps e áudio WMA 5.1 440 kbps.

Este teste foi feito com um um trailer do filme “Alexander” em formato WMV-HD 1280x720p com 113 segundos a 7551 kbps e áudio WMA 5.1 440 kbps.

Veredicto WMV-HD

Dado que o IGP e o software não suporta full decode de windows média video, o uso do processador foi elevado. A 1080p o vídeo não é fluído, logo inviável. A 720p corre perfeitamente.

KMplayer

Utilizou-se o software KMplayer, com os codecs do MPC, habilitando o decode pelo IGP tornando assim a reprodução de filmes HD totalmente fluída. Não se apresenta resultados, porque seria tudo semelhante ao MPC-Home Cinema. Entretanto o KMplayer é mais completo e com melhor interface, embora seja preciso configura-lo para tirar partido do IGP.

XBMC

Ainda se testou o XBMC versão windows. Mas embora seja um poderoso e completo software para media center, a versão windows não suporta aceleração por hardware, pelo que a reprodução de filmes HD fica comprometida. A única versão que suporta aceleração por hardware é a versão Linux, que não foi possível testar por falta de tempo, visto que é preciso configurar para poder funcionar tudo, o que requer algum tempo, principalmente para quem não está habituado. Apenas fiz um teste rápido com a versão Live USB, mas como não detecta os discos onde estava guardados os média (e a pen drive não tinha capacidade para guardar os vídeos), sendo preciso monta-los, ficou-se por aí. Embora por outro lado a interface funciona perfeitamente out of the box e na resolução do monitor (1920x1080p). Uma nota que tem que alocar 256 a 512 MB do IGP para a interface funcionar totalmente fluída. Com 128 MB nota-se lentidão.

DVD e Blu-Ray

Provavelmente iriam gostar que tivessem uns testes com filmes DVD e Blu-Ray. Infelizmente, não tenho nenhuma drive externa de DVD/Blu-ray e com isso não tenho filmes blu-ray, logo não foi possível testar.

Entretanto a reprodução de DVD’s não é nenhuma tarefa pesada, onde o Atom lidaria sozinho, o único interesse seria ver se o chipset conseguia fazer offloading. Os Blu-Ray teoricamente também são auxiliados pelo IGP, por fazer uso dos codecs suportados pelo mesmo (H.264, VC-1, MPEG2)

Página anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10Página seguinte
Etiquetas

Artigos Relacionados

Back to top button
Close
Close