AnálisesDestaque

Headset Krom Krush Zero

kromkrush zwame (1)

Apresentação

Parte integrante na nova linha gaming da NOX e porta de entrada da mesma no mercado dos periféricos gaming, os Krom Krush Zero chegam-nos às mãos com o aspecto e atitude expetáveis de um headset desenhado a pensar nos gamers. A construção em plástico branco brilhante cruza-se com os apontamentos em preto matte como o topo da bandolete, almofada que apoia o headset  na cabeça do utilizador ou o tecido mesclado das almofadas dos auscultadores. O logotipo da Krom adorna as laterais e faz lembrar o simbolo de uns Transformers ou Decepticons. Curiosamente, o próprio microfone tem o seu quê de transformer, já que recolhe na vertical, ficando praticamente oculto. No cabo de ligação encontramos ainda um controlador inline com tamanho considerável mas que oferece apenas as funções básicas de regulação de volume e mute/unmute de microfone.

Com um preço a rondar os 20€, os Krom Krush Zero apresentam-se como um equipamento de entrada de gama que no primeiro contato surpreende pela qualidade de construção, robustez dos materiais e soluções de design.

Caracteristícas e Funcionalidades

• Altifalantes de 40mm

• Microfone ajustável

• Conectores mini jack 3.5mm

• Controlador no fio (volume e microfone)

Auscultadores:

Dimensão dos altifalantes: 40mm

Impedância: 32 Ohm +/- 15%

Frequência de resposta: 20 – 20.000 Hz

Sensibilidade (SPL): 113dB +/- 3dB

Microfone omnidirectional

Comprimento do cabo: 2.2m

Ligação: 2x Mini jacks 3.5mm

Cor: Branco

 

No que a funcionalidades diz respeito não há nada que destaque os Krom Krush de outros headsets stereo. A dimensão do cabo permite uma utilização prática tanto com portáteis como com computadores de secretária.

Na ponta desse cabo, dois jacks de 3.5mm. Um para captação e outro para reprodução, facilmente identificáveis através da cor e dos símbolos de auscultadores e microfone. O cabo possui um controlador inline que permite controlar o volume e fazer mute/unmute ao microfone. Estas funcionalidades, apesar de bastante práticas e confortáveis, acabam traídas pela dimensão algo absurda e desnecessária do controlador que funciona como um lastro, tanto pelo peso como pela dimensão. Faria sentido ver este controlador pousado em cima de uma mesa, no entanto a distância que vai do headset ao controlador não é suficiente para que isso aconteça.

 

ÍNDICE

1. APRESENTAÇÃO
2. FOTOS
3. UTILIZAÇÃO
4. NOTAS ADICIONAIS E CONCLUSÃO

1 2 3 4Página seguinte
Etiquetas

Artigos Relacionados

Close