AnálisesDestaque

Análise à WeTek Play: uma box TV Android com XBMC

IMG_6809

A WeTek é uma empresa europeia com raízes Portuguesa que nos facultou o WeTek Play, uma TV box que corre o sistema operativo Android 4.2.2, XBMC e que também pode receber o sinal da antena/satélite e transmitir TV. Este equipamento foi alvo da nossa avaliação ainda sem ter sido lançado ao público pelo que é de esperar alguns problemas que já irão estar resolvidos terão solução aquando do seu lançamento. Tivemos à nossa disposição duas unidades do produto em que numa delas tivemos problemas com o comando mas a segunda unidade não teve problemas.

O primeiro contacto com a embalagem mostra que houve a preocupação em mostrar um produto apelativo. A embalagem é minimalista como começa a ser habitual apenas com a designação no topo, na lateral os logotipos referentes ao sistema operativo e no fundo da caixa é que tem algumas das características.

IMG_6810

 

A embalagem é constituida por dois andares onde na parte superior vem a box propriamente dita e na parte inferior os acessórios.

 

IMG_6811

 

Caixa com a box que deixamos para o fim.

 

IMG_6813

 

Os acessórios vêm bem acondicionados.

 

IMG_6815

 

Da esquerda para a direita podemos ver um cabo HDMI, um cabo de managment, o comando e o transformador. Como é também visível tem ainda um saco em plástico que pode ser usado para transporte. Uma nota para a ausência de pilhas para o comando o que invalida o slogan “tudo incluído”. Vão necessitar de duas pilhas AAA para o comando.

O comando funciona por infravermelhos mas também por radiofrequência. Tem um sensor de movimento que permite mover o ponteiro do “rato” que é ativado clicando no botão que está na parte posterior do comando e portanto não visível na imagem.

IMG_6816

 

Caixa com a box.

IMG_6817

 

Quando se abre temos o manual no topo.

IMG_6818

IMG_6819

O manual é muito básico mas ao mesmo tempo simples e fácil de utilizar. Do lado direito têm um cartão com um número de membro de modo a poderem registar-se no site e a terem actualizações.

 

IMG_6822

IMG_6823

IMG_6825

Na parte inferior da box há um orifício onde pode ser usado esta “chave”. Esta funcionalidade abre a porta para usar outro tipo de ROM ou repor uma ROM oficial. Aqui é também importante a parte do cabo de managment já que este permite ter acesso à consola do sistema nomeadamente no boot e no recovery. Como veremos mais adiante o Android vem com root. Isto permite ao utilizador que assim pretenda alterar o software. É uma boa notícia para os utilizadores mas imagino que um caminho complicado para o suporte da marca atendendo que rapidamente podem começar a receber pedidos de suporte por upgrades que corram mal.

IMG_6826

A box tem um aspeto muito simples. Toda em preto tem cerca de 18cm de comprimento por 12,5cm de largura e 4,5cm de altura. A parte superior tem no canto inferior direito o logotipo da empresa e o nome.

Especificações
Processador (CPU) AMLogic AML8726 MX (1.5 GHz Dual Core)
GPU Mali MP400 (Dual core)
RAM 1 GB DDR III
Memória Flash 4 GB NAND
Wireless LAN 802.11 B/G/N
Bluetooth 4.0
Ethernet 10/100 Mbit
MicroSD 1x
USB 5 (3 externas, 2 internas)
SPDIF 1x
Serial Debug Sim, externa
A/V Output 1x
Sintonizadores (1) sintonizadores Plug & Play, DVBS2, (satélite), DVBT/T2/C (cabo/terreste), ATSC (over-the-air), ISDBT (terreste)

(1) Podem ser comprados em separado.

IMG_6827

A parte frontal tem o botão de Ligar e duas luzes que indicam a ligação à rede por cabo e WiFi. As luzes são azul quando ligado e vermelho quando desligado. Acho sempre demasiado intensas as luzes dos equipamentos. Prefiro sempre algo muito discreto que permita perceber que está ligado mas que não distraia já que normalmente vão ter o equipamento junto á televisão em linha de visão devido à necessidade do comando responder corretamente. No caso a luz azul é bastante intensa.

IMG_6830

Do lado esquerdo não apresenta qualquer ligação mas do lado oposto apresenta uma porta USB 2.0 e uma entrada microSD. Esta entrada microSD é muito interessante caso pretendam instalar Linux XBMC/Kodi, OpenELEC por exemplo, sem mexer na instalação existente na NAND Flash. Têm informação na wiki do Kodi.

Não testamos estas funcionalidades atendendo que não é este o propósito do artigo. De qualquer forma, é de salientar que este era o ponto que faltava para terem total liberdade para poder testar outro software sem alterarem a instalação principal.

IMG_6828

Na parte traseira é onde temos a maior parte das ligações. Da esquerda para a direita podemos ver o RF IN, RF Out, duas portas USB 2.0, uma porta CVBS que pessoalmente desconhecia e que permite ligar de forma analógica à televisão, uma porta RJ45 para ligar à rede que é 10/100, suficiente mas não é tão rápida como Gigabit naturalmente, uma porta HDMI, uma saída de som óptico, um conector que à primeira vista pode ser confundido com uma entrada para auscultadores mas que é a entrada RS-232 que serve para managment e por fim a ficha para ligar ao transformador.

IMG_6829

Parte inferior onde é pouco visível do lado direito o orifício e a palavra UPGRADE.

IMG_6829a

Não satisfeitos com o exterior tivemos que dar uma espreitada ao interior. Assinalados a vermelho estão os parafusos que é necessário remover. Um é visível, os restantes estão por baixo dos pés de borracha.

IMG_0130

Imagem do interior da parte superior do equipamento onde é visível a antena do wireless.

IMG_0131

 

A motherboard é simples, com sistema de arrefecimento completamente passivo. Os componentes estão todos soldados à mesma excepto os sintonizadores que estão numa placa de expansão que pode ser trocada aumentando a versatilidade deste equipamento.

IMG_0132

Podemos observar lugar duas portas USB internas, uma para o adaptador do comando que permite ter radio frequência e a outra para Bluetooth.

IMG_0138

 

O módulo RF que é encaixado numa porta de expansão e que pode ser substituído por um módulo para satélite.

A marca decidiu ter suporte para DVB que no caso específico de Portugal não é muito atrativo. Apenas temos 5 canais por TDT e no teste que efectuei com o sinal de uma das operadoras de televisão em Portugal apesar de ter cerca de 70 canais (sem qualquer box da operadora), com esta box apenas são detectados os 5 canais como se de TDT se tratasse. De qualquer forma este equipamento é para ser lançado a nível mundial pelo que noutros países faz sentido esta escolha.

 

Configuração

IMG_6831

A configuração é muito simples de fazer. Basicamente necessitam de saber a resolução da vossa televisão e de preferência ter o cartão com o número de registo. Para quem já alguma vez mexeu num equipamento Android não vão ter qualquer dificuldade. Os menus respondem de forma fluida. O sistema operativo é o Android Jelly Bean 4.2.2 sem alterações de nota. As actualizações do Android ficam dependentes do suporte ou não por parte do processador mas podemos adiantar que já está em preparação a actualização para o 4.4.4 (Kit Kat).

IMG_0167

O interface é simples e pouco apelativo. É a primeira imagem que se vê quando se liga o equipamento pelo que podia ser mais cuidada. É bastante básico mas não sendo ainda final é de esperar que sejam limadas ainda algumas arestas. Para reforçar esta ideia, quando se entra no XBMC parece de facto uma dimensão completamente diferente.

IMG_6861

Um ponto que nos tomou imenso tempo a perceber foi a questão do suporte 1080p ou não atendendo que os menus aparecem a 720p. A informação que temos é que há uma limitação no SoC AMLogic AML8726 MX utilizado que força todos os GUI (interface gráfico) a ser apresentado a 720p, mas que termina aqui, ou seja, o output via HDMI não é limitado por isto. Os vídeos 1080p são emitidos a 1080p. Mas é um pouco confuso para o utilizador final e esta limitação será seguramente mal interpretado em alguns casos.

IMG_0166

Ao correr Android todas as aplicações da Google Play estão acessíveis, sendo que, nem todas as aplicações irão poder ser instaladas. Notamos isso mesmo na última versão do Google Chrome como pode ser visto mais adiante nos benchmarks. Na imagem acima podemos ver o SuperSU e algumas das aplicações instaladas. A aplicação Fruit Ninja e Flash Player não funcionaram pelo que há ainda algum trabalho a fazer. A aplicação WeTek Theater permite configurar os canais de televisão e conseguimos sem dificuldade fazer esse setup com a condicionante referida de apenas ficar com os 5 canais.

1 2 3Página seguinte
Etiquetas

Artigos Relacionados

Back to top button
Close
Close