AnálisesArtigos

Gigabyte GTX 460 1 GB OC

O GF104

É com base nos problemas que o GF100 teve que a nvidia apresenta o GF104, um GPU mais pequeno que o GF100. Apresenta 8 grupos de 48 shaders, divididos em 4 (portanto diferente do GF100, cujos grupos tem 32 shaders), um bus de 256 bits, dividido em 4 controladores de 64 bits. Também apresenta menos ROPs, num total de 32, em vez de 48 (Os ROP’s estão directamente ligados ao BUS das memórias), mas apresenta o mesmo nº de TMU’s (64). Foi também cortado o suporte de memórias ECC (correcção de erros), mas tal só é utilizado em placas Quadro e Tesla e não modelos desktop, Outro corte foi na capacidade de computação em vírgula flutuante 64 bits, que foi reduzia em 2/3 em relação à GF100 (apenas 1/3 dos shaders tem capacidade de computação FP 64 bits), o que por outro lado foi bom não ter sido removido completamente, o que é muito útil para utilizar estas placas para programação CUDA 64 bits, já que as Teslas não são nada baratas! Embora a performance 64 bits fique aquém da GF100. O Corte no ECC e FP64 vai impedir o uso deste GPU para Tesla, embora naturalmente venha aparecer QuadroFX baseado neste modelo.

Tudo isso permitiu um corte de cerca de 1050 milhões de transístores, para 1950 milhões, cerca de 1/3, embora o corte em shaders seja de apenas 25% (512 -> 384), que permite fazer um chip cujo tamanho é aproximadamente o mesmo do ATI Cypress (que tem cerca de 2100 milhões de transístores), resultando assim num chip com melhores yields, mais barato e mais económico.

No dia 12 de Julho de 2010 a nvidia apresenta 2 modelos baseados no GF104: GTX 460 1 GB e 768 MB. Ambas apresentam 7 dos 8 grupos activos, 336 shaders, 56 TMU’s, frequências de 675/1350/900(3600 efectivos)[core/shader/memoria]. A diferença entre ambas é o bus de memória, 256 bits/32 ROP’s na versão de 1 GB e 192 bits/24 ROP’s na versão de 768 MB, portanto 1 dos 4 controladores de memória desactivados. A versão de 1 GB vem com preço oficial de 229$ e a versão de 768 MB tem preço oficial de 199$. Devem ter atenção que a versão de 768 MB será mais lenta, devido ao BUS mais curto (a quantidade de memória é proporcional à largura do BUS, mas não terá uma influência significativa). Idealmente seria a nVidia ter intitulado-a de GTX 455.

É de esperar em breve o lançamento de uma versão com o GF104 na sua configuração máxima de 384 shaders, provavelmente uma GTX 475. Tal não aconteceu ainda, primeiro que a nvidia deve acumular em stock uma quantidade de GF104 a 100% para poder ter boa disponibilidade de placas no dia do lançamento, tal como ocorreu com a GTX 460, com lojas nacionais com algumas placas em stock logo no dia 12, ao contrário da GTX 470 e 480 devido as pequenas quantidades. O outro motivo é que uma GTX 475 deverá ter a performance da 470, o que iria gerar concorrência interna. É bem provável que a nvidia descontinue em breve a GTX 465 (cuja performance anda a par da GTX 460 1 GB) e eventualmente 470 e/ou 480 e lance uma eventual GTX 485 com o GF100 na configuração máxima em breve.

Uma outra nota a destacar foi o facto de muitos fabricantes disponibilizaram desde logo versões com coolers custom, PCB’s próprios e overclock de origem, mostrando que o GF104 já se encontra em desenvolvimento a algum tempo! A nvidia desta vez fez um lançamento bem planeado.

Para esta análise, vamos testar uma Gigabyte GTX 460 de 1 Gigabyte, modelo GV-N460OC-1GI, que apresenta overclock de origem, PCB e cooler desenhados pela Gigabyte, portanto foge ao design de referência.

Paralelamente à esta review, o [email protected] testou um Gigabyte GTX 470 OC. Não se pode comparar directamente devido os sistemas utilizados serem diferentes, bem como os jogos e software.

Página anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15Página seguinte

Artigos Relacionados

Botão Voltar ao Topo