AnálisesDestaque

Análise ao Cooler Corsair Hydro Series H100i GTX

Corsair Link

O Corsair Link é um software que funciona com algum do hardware da Corsair (não com todos os produtos) que permite obter monitorizar parâmetros como a velocidade das ventoinhas, temperatura, eficiência das diversas linhas de alimentação e controlar a velocidade das ventoinhas ou o LED dos blocos do watercooling. Nós apenas vamos apresentar alguns dados porque podem passar horas a explorar e a modificar parâmetros e a criar diferentes perfis que em qualquer altura podem activar. A Corsair disponibiliza, em inglês, um manual bastante completo com a explicação de todas as funcionalidades.

1

Um dos primeiros elementos que vão querer modificar é selecionar a caixa da Corsair que possuem, neste caso selecionamos a Corsair Graphite 380T.

2

Da coluna da esquerda arrastam para o local correto os diferentes sensores.

3

Outra opção é atribuir dispositivos a grupos, movendo da coluna à esquerda para o grupo pretendido à direita, e assim ficarem ligados.

4

Também podem ver os gráficos de temperatura ou da velocidade das ventoinhas, bastando para isso clicar no botão de configuração e selecionar o que pretendem ver a ser mostrado.

5

Aba de opções onde podem selecionar, nomeadamente, a opção de mostrar a temperatura em centígrados.

6

Identificação correta dos vários dispositivos.

7

Podem gravar logs de vários componentes.

8

Informação da versão do Corsair Link.

9

Vários perfis de configuração das ventoinhas e aqui a parte relevante para a análise. O que notamos depois de instalar o software foi o aumento da frequência de rotação das ventoinhas. A análise de todos os coolers apresentados foi feita sem ter ainda instalado o Corsair Link e, como se recordam, a velocidade das ventoinhas foi nos testes de 785–789 rotações por minuto. Com o Corsair Link por defeito passou para cerca de 1500 RPM.

10

É possível definir vários perfis bem como personalizar outros.

11

Na imagem em vez do mostrador aparece em modo gráfico.

Temperaturas-CPU

 

O que fizemos de seguida foi analisar a diferença de temperatura entre as situações com diferentes velocidades de rotação das ventoinhas.
Se existe uma ligeira melhoria em idle e em load apenas do processador, por outro lado a temperatura é a mesma quando se tem load no processador e na gráfica. Não encontramos aqui qualquer necessidade de ter as ventoinhas numa rotação mais elevada porque os ganhos não o justificam.
Achamos que esta informação é relevante para quem pretende ter o maior silêncio possível, mantendo a temperatura dentro dos parâmetros desejáveis.

Página anterior 1 2 3 4 5Página seguinte
Etiquetas

Artigos Relacionados

Back to top button
Close
Close