AnálisesDestaque

Gigabyte Z170N-Gaming 5

Fotos e descrição de características

1
A caixa é bastante compacta, de acordo com o conteúdo, com uma área pouco superior à da própria board.

2
Nesta face temos uma pequena descrição do conteúdo, em várias línguas.

3
Ao abrir a caixa, somos lembrados que o conteúdo é sensível à humidade e à electricidade estática.
E, também, que o cartão é um material reciclável. No aspecto ambiental, seria ainda melhor que fosse reciclado, além de reciclável.

4
A board é a primeira coisa que encontramos na caixa, embrulhada no habitual plástico anti-estático.

5
Por baixo do suporte de cartão da board encontramos os restantes acessórios e habitual documentação.

6
Além dos acessórios, manuais e discos de drivers, a Gigabyte, na condição de parceira oficial da BlizzCon, inclui um letreiro “Não incomodar” para os jogadores mais ávidos de Heroes of the Storm.

7
Entre os acessórios contam-se dois cabos SATA, o escudo do painel traseiro e uma antena wireless, articulada e com base magnética, para facilitar a sua fixação.

8

A motherboard com a orientação de todo o lettering e grafismo da board, de acordo com a posição que as mini-ITX normalmente ocupam, na base das respectivas caixas, é um pormenor curioso e interessante.

9

Aqui, na orientação mais convencional.

10

No topo da board encontramos apenas o conector de alimentação de 12V de 8 pinos e os dois únicos conectores para ventoinhas, de CPU e sistema, desta board. Estes conectores serão, provavelmente, suficientes para a maioria dos sistemas mini-ITX, mas um terceiro conector, pelo menos, seria bem vindo.

11
Na borda direita, além do conector de alimentação principal de 24 pinos temos ainda os conectores para interruptores e leds do painel frontal, para o altifalante de sistema, o jumper de Clear CMOS e 4 portas SATA que alternam como duas portas SATA Express. Atrás das slots de memória são visíveis as restantes duas portas SATA.

19
Pormenor do slot PCIe x16, protegido por um escudo metálico com um ponto de retenção intermédio extra. A Gigabyte afirma que este slot é 1,7 vezes mais resistente a forças tangencias e possui 3,2 vezes mais capacidade de retenção que um slot convencional, para suportar as gráficas mais pesadas. Interessante, mas supérfluo numa motherboard que será montada na horizontal, na esmagadora maioria dos casos.

12

Nesta foto, focada no canto inferior esquerdo da board, podemos ver o conector audio para o painel frontal e o conector interno USB 2.0 (jumpers brancos).
A envolver parcialmente os componentes do audio integrado temos um led, embutido no pcb da board.
É também possivel ver parte do conector interno USB 3.0, localizado imediatamente abaixo e à esquerda do socket do CPU.

13

Efeito da iluminação led embutida. A ângulo não é o melhor, mas as caixas mini-ITX são complicadas de manobrar.  Este led, de cor única,  pode ser controlado através de software próprio, tendo 4 modos de operação: desligado, ligado continuo, intermitente e intermitente ao ritmo do som.

14

Pormenor da localização do módulo wireless, montado em posição perpendicular à motherboard.

15

O socket e circuito de alimentação do CPU. O circuito de alimentação é relativamente simples, não convidando a overclocks com voltagens muito superiores à stock.

16

No painel traseiro temos, da esquerda para a direita, uma porta PS/2, duas portas USB 3.0, dois conectores SMA para antenas wireless, uma porta DVI-D, uma porta HDMI 1.4, uma porta USB 3.1 com conector tipo-C, uma porta de rede, uma porta USB 3.0, uma porta USB 3.1 (vermelha), conectores áudio, incluindo uma saída óptica S/PDIF.
Não podemos deixar de notar a ausência de uma saída de vídeo capaz de resoluções [email protected] A inclusão de uma porta DisplayPort ou HDMI 2.0 teria sido muito apreciada. Esta última seria, inclusive, de implementação relativamente simples, já que a board inclui o controlador “Alpine Ridge”, para habilitar as portas USB 3.1. Parece-nos uma oportunidade desperdiçada pela Gigabyte de oferecer uma excelente board para HTPCs 4K com plenas capacidades.
O número de portas USB convencionais, apenas 4, também nos pareceu parco, já que temos visto algumas motherboards com pelo menos mais duas portas neste espaço.

17

A traseira da board, onde se encontra o slot M.2.

18
Este slot aceita SSDs de 60 e 80mm de comprimento.

Página anterior 1 2 3 4 5 6 7Página seguinte
Etiquetas

Artigos Relacionados

Back to top button
Close
Close