AnálisesDestaque

Elephone S7 64GB

Sensor de impressão digital

dsc_0635

O sensor localiza-se na frente do dispositivo, embutido no botão Home.
Este sensor revelou-se surpreendentemente fiável, nunca falhando o reconhecimento da impressão digital, bastando um toque no sensor com uma das impressões guardadas para acordar e desbloquear o telefone em menos de 1 segundo.

screenshot_20170103-163550

Para isso basta que a adição da impressão seja feita de forma correcta, com o dedo na posição que irá ser realmente usado e com variações de modo a cobrir toda a impressão e desvios posicionais.

Conectividade

Este smartphone suporta 4G em pleno em Portugal, ao suportar todas as 3 bandas LTE (3 – 1800MHz , 7 – 2600MHz e 20 – 800MHz) usadas no nosso país.

screenshot_20170103-111416

Usando a aplicação do Speedtest, conseguimos uns respeitáveis 60Mbps via 4G, no centro de Coimbra.

No que toca ao WiFi, o Elephone S7 suporta as normas 802.11 a/b/g/n, mas infelizmente, não suporta a mais recente ac. Por outro lado, suporta dual-band: 2,4GHz e 5GHz.

screenshot_20170103-111448

Ligado via norma n a 2,4GHz ao conhecido modem Technicolor TG784n, um router muito difundido pelas casa portuguesas pela mão da Meo e Vodafone, este S7 conseguiu 50Mbps de download e outros tantos de upload, numa ligação de fibra 100/100.
É provável que consiga ainda melhores resultados com um router com suporte a 5GHz, mas convenhamos que 50Mbps são mais do que suficientes para as necessidades típicas de um smartphone.

Nos dias que tivemos com o Elephone não notámos qualquer falha, soluço, ou problema com a internet, quer via WiFi, quer via Celular.

Quanto às restantes utilizações de ondas rádio,  a sincronização com outros dispositivos via Bluetooth não ofereceu qualquer problema e o GPS funcionou perfeitamente, com aquisições rápidas de sinal e boa precisão depois disso. Aparentemente, os problemas que a MediaTek teve com o GPS nos seus primeiros SoCs estão ultrapassados.

Por fim, o Elephone S7 incluí ainda um bom velho rádio FM. No mundo do Spotify já não haverá muita gente que ligue a tal coisa, mas certamente ainda restará algum utilizador a quem esta característica seja útil, quanto mais não seja para ouvir o relato.

Bateria

O Elephone é dotado de uma bateria de polímero de lítio de 3000 mAh. Uma capacidade bastante decente, mas que tem de alimentar um CPU de 10 núcleos, dois deles de potência considerável, e um ecrã de generosas 5,5”.

elephone-s7-bateria-pcmarkwork2

elephone-s7-bateria-pcmarkwork

elephone-s7-bateria-gfxbenchmahnattan31

A trabalhar, o Elephone S7 consegue resultados razoáveis, só por si. Mas sai-se mal na comparação directa com o  Samsung S7 Edge. Armado com uma bateria de maior capacidade (3600mAh), um eficiente ecrã AMOLED e, provavelmente, uma melhor gestão de energia em carga, este último está simplesmente noutro nível, neste departamento.

Já em repouso, o cenário muda completamente. Dispondo de 4 núcleos de consumo ultra-baixo (4x Cortex A53 a um máximo de 1,4GHz) inteiramente dedicados a este estado, o Elephone parece dotado de uma bateria perpétua, quando em repouso, mal perdendo 1% de carga durante a noite.
A um utilizador que se veja com pouca bateria, basta refrear-se na intensidade de utilização do telemóvel para garantir que se mantém contactável até chegar a casa. Ou a uma tomada.

E, falando em tomada, o Elephone continua a impressionar, na hora de carregar. E “hora de carregar” é literalmente o termo a usar, aqui.

bat1

bat2

bat3

Graças à tecnologia de carregamento rápido Pump Express, com o carregador de 2A fornecido (ou outras fontes de capacidade semelhante) o telemóvel vai dos 15 ao 100% de carga em pouco mais de uma hora.

Software

Não há muito a dizer, neste capitulo. O Elephone S7 vem de origem com Android 6.0 “Marshmallow” praticamente stock. Quanto a nós, Android stock e sem “bloatware” é sempre uma excelente opção. Particularmente neste tipo de equipamentos.
O Português PT esta disponível de origem, mas ainda tem algumas falhas, nomeadamente, opções e partes da interface mais obscuras ainda aparecem em inglês. Nada de muito grave, no entanto, e acreditamos que não seja nada que cause grandes dificuldades mesmo a quem não perceba inglês.

screenshot_20161223-124156

Na primeira vez que ligamos o equipamento encontramos de imediato uma actualização disponível OTA. A data recente faz-nos crer que actualizações são disponibilizadas de forma relativamente frequente, o que é bom, pelo menos, a nível de segurança. Nesta altura não sabemos se eventualmente será disponibilizado o upgrade para Android 7.0.

screenshot_20170103-163959Uma ultima nota para as particularidades da interface deste telemóvel. O botão frontal é mecânico, táctil e sensor de impressões digitais num só. Assim, permite realizar uma série de operações diferentes. Ao inicio é um pouco estranho, mas depressa se torna intuitivo dar um ligeiro toque no botão para retroceder ou pressionar firmemente para ver as janelas abertas.
Quem não se habituar, ou simplesmente preferir, tem a possibilidade de activar as tradicionais teclas no ecrã.

screenshot_20170103-164019

screenshot_20170103-164031

Página anterior 1 2 3 4 5 6Página seguinte
Etiquetas

Artigos Relacionados

Close