AnálisesDestaque

ECS Liva Z Plus

Benchmarks

Browser

Os primeiros testes que apresento são os de browser, por uma razão simples. Cada vez mais os utilizadores passam mais tempo dentro do Browser. E aqui temos dois processadores com dois cores, hyperthreading, que atingem 3.5 Ghz e têm 3 MB de cache L3.Em 3 dos benchmarks o Liva ganha com alguma vantagem e penso que isso se deve ao processador do Liva não estar cortado como o Pentium G4560. O Pentium G4560 não suporta FMA3, AVX ou AVX2. Além disso o processador do Liva tem uma gráfica integrada melhor, a 620, ao contrário do Pentium que possui a 620.

Cinebenchs

Passando ao Cinebench 11.5 e 15. A nível de processador os resultados são bastante iguais. Umas vezes ganha o Pentium, outras vezes ganha o Liva, mas nenhuma das vezes é de forma substancial. A nível do teste OpenGL é que o Liva ganha sempre e isso é normal, porque tem uma gráfica melhor.

Luxmarks

No Luxmark 3 e 2 os resultados a nível de CPU são um pouco contraditórios. No 2 o Pentium ganha, mas no 3, o mais recente, ganha o Liva. Como o 3 é mais recente, confio mais que esse resultado seja o mais representativo da realidade actual. Já quando é só usado o GPU, o Liva ganha de forma avassaladora, mais uma vez, por ter uma gráfica melhor.

CrystalMark

No CrystalMark a nível do teste de memória, o processador do Liva, consegue ter melhor bandwidth com SODIMM a 2133 que o Pentium com memórias DIMM também a 2133 MHz.

MaxxMEM2

O MaxxMEM2 vem confirmar quase tudo a nível de memória, com valores de leitura e cópia muito superiores. Só em escrita é que neste cenário ele é um pouco pior.

PCMarks

Os PCMarks, que medem a performance geral de um computador vêm confirmar que o Liva é um sistema mais completo e rápido. Ganha todos os benchmarks menos o PCMark 8 Home. Depois tem vários a nível de Entertainment, Work, Gaming e Productivity em que ganha com vantagens muito substanciais, enquanto os restantes também os ganha todos, mas por menor margem.

Geekbench 3

O Geekbench 3 que mede a performance geral do processador, mostra também uma vantagem para o Liva, maior em single core e mais reduzida quando usa os dois cores.

Wprime

O Wprime, que calcula números primos utilizado todos os cores disponíveis, mostra uma ligeira vantagem para o Pentium G4560. Este é um benchmark algo antigo e penso que não utiliza novas instruções que estão cortadas no Pentium G4560.

Encoding

Em enconding x264 e x265, avalio que os dois processadores têm mais ou menos a mesma performance. Ficam iguais num deles, o Liva ganha com ligeira vantagem noutro, enquanto o Pentium ganha também com uma ligeira vantagem no terceiro. Ao todo, é um empate.

Unigine

Passando para benchmarks que só usam o GPU e mais em concreto o motor do Unigine, podemos confirmar que o GPU integrado do processador do Liva é muito melhor que o GPU do Pentium G4560. É verdade que se pode colocar uma gráfica externa num sistema com o Pentium, no entanto isso acarreta mais custos e mais consumo, num CPU que já consome por si só bem mais.

Jogos

Tanto o Liva como Pentium, sem gráficas externas, não são máquinas para jogar os jogos mais recentes, mas jogos mais simples é possível jogar-se e aí o Liva está melhor equipado, como podem verificar nestes benchmarks de quatro jogos. Os testes foram feitos a 720P e mesmo assim é muito complicado jogar os jogos mais pesados nestes dois sistemas. A gráfica 620 do Liva, no entanto, está mais perto de conseguir isso que o Pentium.

Umas notas finais que não estão dispostas nos gráficos. Tanto a nível de temperatura como barulho do blower, o Liva porta-se muito bem, nunca incomodando ou chegando a valores perigosos. A nível de consumo, medido na tomada, o Liva consome 11W em idle e 33W em Full Load. A ver video, tanto no youtube como em ficheiros, consome entre 12 a 18W. A jogar, consome um pouco mais. Vê-se vídeos 4K, com o MPC-HC sem qualquer problema.

Página anterior 1 2 3 4Página seguinte
Etiquetas

Artigos Relacionados

Back to top button
Close
Close