ArtigosDestaque

IPFire 2.9

Introdução

Decidi escrever este artigo porque, apesar de hoje em dia ser quase banal ter um router wireless em casa, que faça de firewall, muitos desses equipamentos não têm opções mais avançadas e pode haver sempre quem queira ter um ponto central de saída e entrada para a internet.

Existem muitas distribuições de Linux e BSD que são criadas para este mesmo propósito. No mínimo têm firewall e depois consoante as distribuições, adicionam outras funcionalidades, como a de proxy ou servidor de VPN.
Escolhi IPFire para fazer uma análise, pois é uma distribuição que gosto bastante, modular e que tem uma versão recente.

O IPFire tem várias funcionalidades. As principais é de firewall, proxy e VPN. É o core do produto, mas pode-se ter mais coisas.

A forma como usei o IPFire nesta análise não é a mais normal. Coloquei o IPFire numa máquina virtual, com dois interfaces. Um ligado ao router e outro, local, que é onde acedia ao IPFire.
O normal não será este tipo de utilização. Normalmente ficará uma placa de rede a ligar à internet e outra a ligar um switch, seja numa máquina física ou virtual.

1 2 3 4Página seguinte
Etiquetas

Artigos Relacionados

Close
Close