Artigos

DIASPORA* Alpha: Visita Guiada

O DIASPORA* (“Diaspora” daqui para a frente para simplificar) pretende ser uma rede social distribuída e segura. Apesar do lançamento do código-fonte do projecto ter sido feito já a meio de Setembro passado, só no fim de Novembro é que a equipa principal decidiu colocar online o seu próprio servidor para a versão alpha, lançando convites espaçadamente.

Após o desenvolvimento durante Verão, assente no maior projecto Kickstarter até à data, com um investimento acima de US$200,000, o projecto foi lançado de forma aberta com o objectivo de atrair colaboração de outros programadores interessados em desenvolver esta nova plataforma.
A ideia de uma rede social distribuída não era de forma alguma nova, mas o Diaspora conseguiu ser a que mais sucesso teve até ao momento, aproveitando-se na altura das múltiplas dúvidas acerca da privacidade do Facebook, bem como da complexidade nas suas opções de privacidade.

A ideia assenta em ser possível a qualquer pessoa ter um servidor do Diaspora, chamado “pod” (vagem) na terminologia do projecto, e poder ligar-se a outros utilizadores (“seeds”, sementes), independentemente de estarem ou não no mesmo pod; é essa a ideia por trás do objectivo de ser “distribuído”. A segurança entra claramente em jogo quando se trata de transmitir informação entre utilizadores, e essa está desenhada por principio para ser passada de forma encriptada.

Os programadores à frente do projecto criaram um servidor próprio para os testes da alpha da rede social, e começaram a distribuir convites semanalmente, começando pelos “investidores” no projecto. Admitem que ainda há trabalho a ser feito — e depois de alguns minutos a usar a aplicação é notório que ainda está crú — mas este é um passo importante para esta rede social em que cada pessoa pode ter controlo completo sobre a sua informação.

Na página seguinte apresentamos uma visita guiada, ilustrada com imagens, ao que é actualmente o DIASPORA* Alpha.

1 2 3Página seguinte
Etiquetas

Artigos Relacionados

Close