Notícias

Google I/O 2012: Outras novidades

Os dois dias da Google I/O 2012 também foram apresentas novidades no campo das aplicações, serviços e funcionalidades da Google.

No campo das aplicações foram apresentadas: a nova versão Google+, o Chrome para smartphones e tablets e por fim apresentação do Google Drive.

A aplicação do Google+ foi renovada e foi apresentada uma versão optimizada para tablets, inicialmente só estará disponível para Android mas chegará em breve ao iPad. A Google durante apresentação salientou que deseja que os utilizadores usem mais aplicações moveis para acederem ao Google+.

O Chorme sai da versão beta no Android passando a final e que já está disponível na Google Play Store mas apenas para dispositivos com o Ice Cream Sandwich ou Jelly Bean e com processadores ARMv7. Mas o Chrome também está disponível para dispositivos móveis com iOS da Apple sendo logo disponibilizado na App Store no dia da apresentação.

Por fim, a Google apresentou duas novidades para o seu serviço de armazenamento em cloud. A primeira novidade é apresentação de uma aplicação para dispositivos iOS e a inclusão no sistema operativo da Google, Google OS. A segunda novidade é relacionada com o novo SDK para o Google Drive que permite a sua utilização em outras aplicações em iOS e Android.

Em termos de novas funcionalidades dos serviços da Google está possibilidade de utilizar o Google Docs e Maps em modo offline, sendo apenas uma ligação á Internet para actualizar os documentos, folhas de cálculo no caso do Docs e mapas no Maps. O Google+ tem duas novidades. O Google+ ganha a funcionalidade de criar eventos sendo possível sincronizar o nosso Google Calendar e com o dos convidados e é possível partilhar as fotos na página do evento. A outra novidade é apresentação (finalmente) de uma API que permitirá fazer publicações no Google+ através de outras aplicações.

Por fim apresentou um novo serviço de computação em cloud chamada Google Compute Engine e que irá competir com o já conhecido EC2 da Amazon. A Google não apresentou detalhes técnicos e nem a capacidade deste serviço de computação mas um dos responsáveis da Google, Urs Hölzle, descreveu que se trata de um serviço de cloud para empresas que “fornecerá máquinas virtuais com Linux à escala da Google ” através de “redes de alto desempenho entre máquinas virtuais que poderá formar se um cluster”. O responsável também salientou que Google Compute Engine oferece mais 50% de poder computacional por cada dólar investido que os outros serviços existentes no mercado. Está disponível desde do dia da sua apresentação.

Fonte: The Verge

Etiquetas

Artigos Relacionados

Close