AnálisesDestaque

Noctua NH-L12

Unboxing

A caixa segue a linha habitual da Noctua, estilística e informativa. Aqui, alguns pontos particulares em destaque.

É sempre bom ver o português incluído nas descrições dos produtos.

As especificações. A lista de compatibilidades revela que este é um dos produtos mais antigos da actual gama da Noctua, ao incluir suporte para LGA 1366 e até LGA 755, plataformas descontinuadas há muito.

O topo da caixa dá particular destaque à possibilidade de configurar o dissipador em modo de perfil ultra-baixo.

No interior, a caixa de acessórios em cartão branco é outro indicador do tempo que este dissipador já leva no mercado. Os produtos mais recentes utilizam caixas de cartão. Esperemos que seja um caso de “em equipa vencedora não se mexe”.

Por baixo dos acessórios encontramos o cooler, muito bem acondicionado em protecções de cartão.

Entre os acessórios contamos com kits de montagem para Intel LGA2011(-3), LGA115x, LGA1366 e LGA775 e AMD AM2/3(+) e FM1/2(+).
O suporte a AM4 é providenciado pelo kit de montagem NM-AM4, que a Noctua fornece gratuitamente a quem dele necessitar.
Temos ainda manuais com instruções de montagem para todas as plataformas suportadas, um cabo Y de 4 pinos para ventoinhas, dois adaptadores de baixo ruído, um tubo de pasta térmica NT-H1, uma chave de cruz adequada à montagem do dissipador e um escudo autocolante com o familiar mocho da Noctua, para quem o queira colocar na caixa.
Para terminar, a Noctua incluí ainda 4 parafusos e 4 pinos de suporte de borracha para montagem de ventoinhas, para quem pretender utilizar alguma das ventoinhas noutro local que não no dissipador. Um pormenor muito interessante e bem-vindo.

O cooler sai da caixa já pré montado na sua configuração final.

Uma pequena tira de borracha rígida impede que a zona curva dos heatpipes, que suportam todo o peso da area de dissipação e ventoinhas, seja demasiado esforçada durante o transporte. Esta tira deve ser removida antes de se colocar o cooler em serviço.

Os heatpipes longos, a configuração assimétrica das ventoinhas e a posição da ventoinha de 92mm conferem a este cooler um aspecto peculiar. E único.

A base do dissipador vem protegida por uma tampa plástica rígida.

Por baixo da tampa temos a mesma base de cobre niquelado com o acabamento de micro estrias característica da Noctua.
A fixação fica a cargo do sistema SecuFirm 2, que faz uso de apenas dois parafusos para segurar o cooler ao suporte. Neste dissipador os parafusos têm a particularidade de não serem tencionados por molas, como é habitual noutros modelos, provavelmente para não interferirem com a instalação da ventoinha de 92mm.

 

Aqui, despido de ventoinhas.

Os 4 heatpipes conduzem o calor até 60 alhetas de alumínio.

As duas pequenas aberturas nas alhetas permitem o acesso fácil aos parafusos de fixação.

Na face inferior temos duas pequenas tiras de borracha na zona onde assenta a ventoinha de 92mm, de modo a evitar ruídos parasitas causados por vibrações.

A ventoinha de 120mm é uma NF-12 PWM. Esta ventoinha é capaz de uma velocidade máxima de 1500 RPM, tem controlo por PWM e mais de 150.000 horas de tempo médio entre falhas.
O design incorpora borrachas anti-vibração nos cantos e alhetas estáticas que contribuem para direccionar e optimizar o fluxo de ar.

A ventoinha de 92mm emprega um design mais convencional. Incorpora controlo por PWM e tem o mesmo tempo médio entre falhas de 150.000 horas. É capaz de uma velocidade máxima de 1600 RPM.

A diferença de tamanho entre ventoinhas de 92mm e 120mm é espelhada nesta imagem.

Montagem

O cooler pode ser montado numa variedade de posições, com a Noctua apenas a desaconselhar a instalação na vertical com a curva dos heatpipes para cima, sob pena de uma redução severa da performance.
Provavelmente esta posição dificulta a circulação do fluído no heatpipes.

Começámos por montar o cooler virado à direita.

A ventoinha inferior fica largamente contida na zona do socket, não interferindo com nenhum componente periférico.

Nesta posição a compatibilidade com memórias é bastante boa, apenas levantando problemas com módulos particularmente altos, como o Corsair Dominator Platinum da foto, que chega aos 5,5cm de altura.
Convém, no entanto, instalar as memórias antes de montar o cooler.
Esta posição tem a vantagem de providenciar alguma circulação de ar para as memórias, quando a ventoinha de 120mm é instalada.

Rodando o dissipador 180º abre-se espaço para a instalação de um kit de dois módulos de qualquer tamanho. Neste caso são os VRMs do circuito de alimentação do CPU que beneficiam de uma brisa extra, providenciada pela ventoinha de 120mm.

O primeiro slot para memória, no entanto, ficou praticamente inutilizado, apenas sendo possível instalar módulos simples, sem dissipadores metálicos, já que até as nossas Vengeance LPX, que se contam entre as memórias com dissipador de alta performance de perfil mais baixo do mercado, ficaram numa posição pouco recomendável, a esforçar a slot.

Por fim, o cooler montado “ao alto”.

Esta posição tem compatibilidade com memórias semelhante à primeira experimentada, suportando tudo o que temos até aos 4,4cm das G.Skill Trident Z. De novo, só módulos anormalmente altos poderão levantar problemas.

Com apenas a ventoinha de 92mm instalada este cooler não ultrapassa os 6,6cm de altura, sendo até marginalmente mais baixo que os 7cm do AMD Wraith Spire, o cooler stock do nosso Ryzen 7 1700.

A adição da ventoinha de 120mm eleva a altura até aos 9,3cm. Um valor, ainda assim, relativamente contido para um cooler aftermarket.

A face superior do cooler fica abaixo da largura de uma placa gráfica típica .

Comparado com o Noctua NH-D15, este NH-L12 passa por tímido, quase passando despercebido atrás da placa gráfica.

A NF-F12 PWM a todo o vapor.

E a meras 180 RPM, com o sistema em repouso.

Página anterior 1 2 3 4Página seguinte
Etiquetas

Artigos Relacionados

Back to top button
Close
Close