AnálisesDestaque

Mini-análise ao monitor LG 27UK850

O LG 27UK850 é um monitor de 27 polegadas com um painel IPS (in-plane switching) com uma resolução Ultra HD, FreeSync e HDR10. É simples resumir numa frase parte das características deste monitor, no entanto, tem sido uma regra nos últimos anos, a complexidade de cada gama de dispositivos não permite a sua caracterização simples nem concluir se é o melhor ou não. Cada vez mais é preciso aprofundar um pouco mais a discussão e é isso que nos propomos fazer.

Este monitor foi a escolha de um membro da nossa comunidade que gentilmente o cedeu para análise para, no seu caso específico, ter o melhor monitor possível, a um preço razoável, de 27 polegadas com resolução 4K com interface USB-C para ligar a um MacBook Pro de 2017. Mas comecemos pelas especificações do monitor.

Especificações:

Ecrã (Polegadas/cm) 27 / 68,58
Tipo de Painel IPS
Profundidade de Côr (bits) 10
Resolução 3840 x 2160 pixels
Tamanho do Píxel (mm) 0,1154 x 0,1154
Brilho (cd/m²) 350 (standard), 280 (mínimo), 450 (máximo)
Rácio de Contraste (standard) 1000:1
Rácio de Contraste (DFC) Mega, On/Off
Tempo de Resposta GTG (ms) 5 (máximo)
Ângulo de Visão (CR ≥ 10) 178/178
Entrada / Saída  – HDMI
– Display Port
– USB-Type C
– Saída Auricular
Som – Saída de Áudio – 5W x 2
– Som Surround – Max Audio
Potência – Tipo – Adapter
– Entrada (V) – 100 – 240
– Saída (W) – 140
– Consumo Normal (W) – 32
– Poupança de energia – Sleep Mode (Max.) (W) – 0,5
– Classe Energética – B
Características Especiais  – Rácio de Aspecto – WIDE/Original/1:1
– HDCP – Sim
– FreeSync – Sim
– Flicker Safe – Sim
– On Screen Control – Sim
– Modo DAS – Sim
Dimensões (mm) (LxPxA) – Conjunto (com base) – 613,1 x 234,2 x 559,5
– Conjunto (sem base) – 613,1 x 44,6 x 364,4
– Embalado – 690 x 208 x 492
Peso – Monitor (com base) 6,1
– Monitor (sem base) 4,8
Acessórios  – Compatibilidade VESA com furação 100 x 100 mm

A caixa não deixa enganar no conteúdo. Uma imagem parcial do monitor que nos transporta para uma paisagem de sonho e destaca o bezel reduzido. Mas tenha em atenção à indicação que passa facilmente despercebida a meio do lado direito “Do not open here”, deste lado fica o monitor propriamente dito pelo que arriscariam danificar o mesmo. A abertura deve ser feita pelo outro lado. Parece que começamos logo com uma queixa mas de facto era preferível algo com mais destaque.


Do lado oposto, neste caso um pouco menos visível devido à fita-cola a mensagem a indicar que deve ser aberto por este lado sem o recursos a objetos afiados. Aqui, além da marca, o modelo e as principais características. Suporte HDR, tipo de painel e resolução, saída USB-C e suporte AMD FreeSync.

Na lateral repete a informação que tem na frente.

Ao abrir a caixa mais informação na própria embalagem.

A montagem do monitor passa pela união do braço com o monitor através de simples mas eficazes encaixes e aparafusar a base ao braço de fixação que não necessita de qualquer ferramenta.

O interior é, como habitualmente constituído por dois andares. No topo todos os acessórios colocados em depressões no esferovite. Informação da calibração do monitor e um CD que não está visível na imagem.

Removendo a tampa em esferovite o monitor propriamente dito protegido por uma fina camada de um plástico suave. Aqui percebemos melhor que o painel do monitor está voltado para o lado que indicava para não abrimos a embalagem.

O carregador de dimensões generosas com uma capacidade de 140W para permitir alimentar dispositivos USB-C.

A LG inclui os diferentes cabos que permitem ligar o computador ao monitor pelo que não há qualquer reparo a fazer aqui. Incluido também um simples acessório em plástico para melhor organizarmos os cabos.

 

O braço do monitor em plástico no exterior contrariamente ao que parece. Permite ajustar a altura do monitor.

O pé do suporte é minimalista e acrescentaria bonito, cumpre a sua função mas não permite rodar o ecrã o que consideramos uma falha.

A parte posterior do monitor é totalmente em branco.

Pormenor da montagem do braço com o botão para remover o braço e os parafusos para um suporte VESA 100×100 mm. No lado direito, todas as ligações que são fáceis de identificar. USB-C, duas portas USB 3.0, DisplayPort, 2 x HDMI 2.0, conector para auscultadores e transformador.

A parte inferior onde temos a abertura para as colunas de 5W e ao meio o único botão multidirecional que permite efetuar todos os ajustes.

Destaque para a eficiência energética e para a construção com o painel nas laterais e parte superior que não é visível na imagem a terminar na face do monitor.

Podemos sempre pedir para que a etiqueta do canto inferior direito estivesse colada na traseira de modo a não estragar o design.

O painel em pormenor. As marcas adoram apregoar que não têm bezel mas neste caso nas laterais e parte superior tem cerca de 7mm enquanto que na parte inferior 20mm. De facto onde é menor ele está camuflado mas devemos reportar que a primeira unidade no canto superior esquerdo tinha o painel destacado, o que seria resolvido com outro tipo de acabamento. Mas o monitor foi prontamente trocado por este que se apresenta sem qualquer falha.

Nas imagens acima é possível ver as possibilidades de ajuste em termos de inclinação. Cerca de 20º para trás e 5º para a frente.

Ajuste em altura. Como referimos não é possível rodar o braço lateralmente.

A imagem que não se vê em utilização.

Monitor na horizontal e também na vertical que é sempre interessante para alguns utilizadores.

 

Acionando o Joystick temos acesso ao menu rápido para desligar o monitor, mudar a Entrada do sinal e as Definições.

Nas Definições Rápidas podemos ajustar o Brilho, Contraste, Volume, Temperatura da côr e MaxxAudio. 

No Menu Entrada aparece o interface que está a ser utilizado e o Aspect Ratio.

No Menu Imagem tem tudo o que é necessário para ajustar a melhor imagem possível. Tem 15 perfis, mais dois que podem ser adicionados através do software da LG True Color Pro.Como opções já pré-calibradas destacamos Rec.709 e SMPTE-C. A opção que está selecionada por defeito é Costumizada como podem ver na imagem.

Sempre alguns erros na tradução para português.

O som das colunas não é nada de especial como é habitual nas colunas dos monitores que a sua potência de 5W já nos fazia prever. O MaxxAudio é um conjunto de ferramentas avançadas de áudio da empresa Waves que melhora a performance do som e, segundo eles aumenta o som em componentes de tamanho reduzido. Sem dúvida que aumenta o som e entre ter ativado ou desligado a escolha é simples para ter o MaxAudio ligado.

As várias opções neste menu explicam-se a elas próprias.

A LG disponibiliza algum software além dos drivers. Infelizmente é demasiado instável para recomendarmos. Esperemos que seja algo que a LG possa corrigir. O OnScreen Control permite controlar de forma simples o monitor, nomeadamente dividir o ecrã, os parâmetros do monitor e os presets de algumas aplicações mas como referi não o conseguimos utilizar. O True Color Pro que mostramos abaixo é uma aplicação que permite calibrar o monitor de modo a melhorar a fiabilidade das cores apresentadas. Conseguimos utilizar o Datacolor Spyder3 com o software uma única vez, tendo deixado de arrancar posteriormente.

Valores standard do monitor

Resultados da calibração.

Sumário do antes e depois com diferenças mínimas. Alterando a opção de antes e depois, sinceramente não conseguimos ver nenhuma diferença significativa. O monitor tem uma boa calibração de fábrica.

Tentamos realizar mais alguns testes mas honestamente à falta de equipamento adequado confirmamos a opinião que já tínhamos de que as fotos por mais ajustes que tentamos não transmitiam corretamente o que estava no ecrã.

O LG 27UK850 é um monitor de 27” 4K com uma boa calibração de fábrica com o bónus de suportar HDR apesar de limitado e FreeSync para quem tem uma placa gráfica da AMD.

Inclui todos os cabos necessários, é esteticamente discreto, tem um braço com regulação de inclinação e roda a 90º mas não permite rodar na horizontal o ecrã. O ecrã mate elimina os reflexos e não tem impacto negativo na qualidade da imagem como já vimos  noutros monitores.

O objetivo era ter o setup acima. Um monitor que alimenta o portátil, um teclado e o rato. Para quem tem um portátil com saída USB-C têm o melhor de dois mundos, por um lado apenas um cabo ligado e uma imagem 4K com uma excelente calibração de fábrica.

Mas é uma venda difícil para os profissionais da fotografia ou vídeo pela limitação a 99% do padrão sRGB que já por si é mais limitado do que o Adobe RGB, para os gamers os 60Hz são curtos e acrescentaria que a resolução 4K também não é a melhor combinação pelo que as escolhas passam por menos resolução e 144Hz ou mais.

Outro ponto que vale a pena referir é a opção 4K num monitor de 27”. Para vídeo ou fotografia e mesmo jogos com as reservas que já referimos está perfeito mas para navegar na net, office, etc, não é possível utilizar o Windows sem ser a 150%….., que é o recomendado por defeito ou pelo menos 125%. Fico com a impressão que 32” ou superior são a melhor escolha para tirar total partido da resolução 4K. Enquanto utilizador de um ultrawide de 34” com uma resolução de 3440×1440 pixels fico com inveja da imagem 4K que é muito mais agradável aos olhos mas que permite de facto tirar total partido da resolução.

Para os restante público alvo este monitor é uma excelente opção atualmente no mercado se estiver dentro da gama de preços. Este modelo é sem dúvida muito indicado para a pessoa em particular que o adquiriu mas caso não necessitem de HDR, FreeSync ou USB-C existem outras opções mais acessíveis.

Etiquetas

Artigos Relacionados

Close
Close