ArtigosDestaque

Windows Small Business Server 2011 Standard

Introdução

A Microsoft lançou no passado mês de Dezembro o Windows Small Business Server 2011 Standard, tendo como base o Windows 2008 Server R2.

Este produto deverá estar para venda durante este mês tanto para empresas e para OEM colocarem nos seus produtos de Hardware.

Primeiro, vou explicar qual é o objectivo deste produto. A linha Small Business Server (SBS) não se limita a ser uma instalação de Windows. É mais que isso. Os objectivos é fornecer a empresas pequenas, até 75 trabalhadores, um produto que inclua na mesma “caixa” os mais recentes produtos Microsoft e que seja fácil de instalar e de administrar.

A grande vantagem é, em apenas uma máquina, todos os serviços que uma pequena empresa pode precisar.

O produto é composto pelas seguintes tecnologias Microsoft:

  • Windows 2008 R2
  • Active Directory
  • DNS Server
  • DHCP Server
  • File Server Manager / Share and Storage Manager
  • Internet Information Services 7
  • Network Policy Server
  • Routing and Remote Access
  • Powershell 2.0
  • Windows Server Backup
  • Windows Server Update Services 3
  • Exchange Server 2010
  • Sharepoint 2010
  • Sql Server 2008 R2

A nível de preços o 2011 Standard custa 1096 dólares, mais 72 dólares por utilizador (CAL).

Passando já à parte de opinião. Eu voluntariei-me a escrever este artigo, isto porque conheço bastante bem as tecnologias Microsoft, mas raramente tinha visto um Small Business Server.

Por esse motivo, para mim também foi uma experiência nova. No entanto só me quero focar na instalação e na consola que serve para gerir o SBS e não nas consolas dos diversos produtos que estão incluídos. Onde quero chegar é que não vou fazer uma review de cada produto integrado no SBS2011. Não é esse o objectivo. Vou apenas ver as diferenças que ajudam a facilitar a instalação e administração.

Na conclusão, sim, faço algumas considerações ao produto em geral.

Não instalei este produto numa máquina física. Fiz algo que me pareceu mais interessante.

A instalação decorreu entre duas máquinas com Debian 5 + Kernel 2.6.35 + KVM + KSM + DRDB.

Explicando melhor:

– As duas máquinas têm um Intel Core 2 Duo a 3.0GHz com um disco 160 GB para sistema operativo

– Nas duas máquinas está instalado Debian 5 com o Kernel 2.6.35

– Neste Kernel, tenho o Hypervisor KVM a funcionar, com KSM ligado que faz uma “junção” das mesmas partes de memória Ram, entre várias máquinas virtuais. Neste caso como é só uma máquina, não tem grande importância.

– Nas duas máquinas, está instalado um disco de 1 TB, que têm o serviço DRDB ligado em cima. Isto é, a partir de uma rede dedicada a gigabit (cabo crossover entre duas placas de rede) é feita a sincronização dos dados que estão de uma máquina para a outra. Uma espécie de RAID1, por software e entre duas máquinas.

Isto faz com que haja redundância, caso falhe uma máquina e que seja simples de passar uma máquina virtual de uma máquina física para outra, sem ser preciso storage externa.

Por último, a máquina virtual foi constituída com 2 processadores e 6 GB de RAM.

1 2 3 4Página seguinte
Etiquetas

Artigos Relacionados

Close