AnálisesDestaque

Análise ao Razer Diamondback (2015)

Para a maioria das pessoas, a Razer é uma marca que claramente dispensa introduções, tal é a sua presença no mercado de periféricos gaming.

Ao longo dos anos marcou este mercado com produtos como Deathadder e Naga e com as mais variadas variações do seu teclado mecânico Razer Blackwidow.

Poucas das suas iterações revelaram real qualidade para o utilizador mais exigente, tanto que atualmente os seus headsets ainda se ficam muito atrás em termos qualitativos do que tem vindo a passar a ser a norma do mercado, tal como os seus teclados, os quais apresentam uma qualidade de construção e uma escolha de switches não muito abonatória e uma seleção de ratos que ainda opta por não utilizar os melhores sensores ao dispôr da marca.

IMG_9682

Hoje teremos a oportunidade de analisar talvez o rato mais premium da marca, o Razer Diamondback (2015).

Especificações

  • Ambidextrous form factor
  • 16,000 DPI 5G laser sensor
  • Up to 210 inches per second / 50 g acceleration
  • 1,000 Hz Ultrapolling
  • On-The-Fly Sensitivity adjustment
  • Chroma customizable lighting
  • Inter-device color synchronization
  • 7 programmable Hyperesponse buttons
  • Razer Synapse enabled
  • 2.1 m / 7 ft braided fiber cable
  • Approximate size: 125 mm (Length) x 60 mm (Width) x 30 mm (Height)
  • Approximate weight: 89 g (without cable)
1 2 3 4Página seguinte
Etiquetas

Artigos Relacionados

Back to top button
Close
Close