AnálisesDestaque

Elgato Thunderbolt 3 Pro Dock

Utilização e Benchmarks

Na página anterior já ficou bastante clara a simplicidade de utilização. Basicamente ligamos todos os periféricos e apenas ligamos um cabo ao portátil. Em Mac que foi a plataforma que utilizamos neste teste o software funciona sem qualquer problema.

Atendendo que podemos ter vários dispositivos diferentes ligados, temos um ícone acessível na Menu Bar em que podemos de forma segura desligar a dock. Desta forma não correm o risco de ter algum disco externo ligado e desligar de forma incorreta. Também foi a forma mais simples de resolver a única questão que tivemos ao longo dos dias de testes que teve a haver com o segundo monitor externo que por vezes não era detetado e que desligando a dock e voltando a ligar, já reconhecia o monitor. O primeiro monitor ligado por DisplayPort nunca deu qualquer problema, pelo que pode ser alguma incompatibilidade temporária ou mesmo algum problema com o Sistema Operativo utilizado, o MacOS. Sempre que os monitores já estavam ligados à dock e se ligava o Mac, eles eram reconhecidos sem problema. Entretanto, percebemos que ligando primeiro o monitor ligado à porta Thunderbolt primeiro do que o monitor ligado à porta DisplayPort funcionava sem problema. Outros componentes como discos externos, discos mecânicos, SSDs e cartões SD, não revelaram qualquer problema.

O único benchmark que efetuamos foi verificar a velocidade de leitura e escrita de um disco externo e como neste caso temos portas USB 3.1 Gen 1, USB 3.1 Gen 2 e Thunderbolt 3 testamos um SSD Samsung 850 PRO 512GB  nas diferentes portas. Apesar de muitos utilizadores, incluindo nós, utilizarmos discos externos mecânicos devido à maior capacidade de armazenamento a preços mais baixos, não faz sentido em termos de teste porque o limite vai estar no disco que é muito mais lento, um SSD SATA continua limitado mas dá uma ideia mais clara e dificilmente se justifica para a maioria dos cenários de utilização SSD com maior performance que são possíveis quando ligados por Thunderbolt 3. Primeiro vamos apresentar os resultados ligado diretamente a uma porta Thunderbolt 3 a um MacBook Pro 15″ 2016 e de seguida à elgato Thunderbolt 3 Pro Dock.

Ligado diretamente ao MacBook Pro um valor muito sólido sem variação em leitura ou escrita.

Ligando à dock e começando pela porta Thunderbolt 3, replicando o cenário anterior, há uma perda de 10 MB/s tanto na leitura como na escrita, o que dificilmente em utilização real conseguirá ser percecionado pelo utilizador.

Na porta USB 3.1 Gen 2 a leitura é praticamente igual a Thunderbolt 3 apenas reduzindo na escrita, mas mais uma vez uma performance muito elevada.

O resultado acima foi obtido ligado à porta USB frontal da dock que é USB 3.1 Gen 1, não é portanto de estranhar que os valores sejam inferiores mas mesmo assim bastante elevados.

Os resultados são completamente previsíveis de acordo com o interface das portas utilizadas.

Página anterior 1 2 3 4Página seguinte
Etiquetas

Artigos Relacionados

Close
Close