AnálisesDestaque

Análise ao portátil Inphtech u731it

Fotos

IMG_8592

O portátil veio numa caixa de cartão sem qualquer personalização. É o primeiro sinal de um produto de rebranding, e uma forma de reduzir custos. Do lado esquerdo traz o transformador, e por baixo do portátil o manual e um CD.

IMG_8596

O transformador é de dimensões diminutas, o que é compreensível atendendo ao baixo consumo do conjunto. Nada tem que ver com o último portátil testado por nós.

IMG_8599

Manual e CD. O manual está todo em inglês.

IMG_8600

A tampa do portátil diz tudo quanto à semelhança com os portáteis da Apple. O logotipo da Inphtech tem relevo, não sendo uma boa escolha na nossa opinião, no entanto caso o cliente pretenda pode vir sem qualquer logotipo.

Esta unidade não é nova, e tem sido utilizada para apresentar a vários potenciais clientes, e apresentava um problema (quase imperceptível na fotografia): se olharem atentamente podem ver que a meio da base há uma ligeira deformação por a tampa inferior não estar completamente alinhada. Não sabemos o que terá sido feito anteriormente e quantas vezes a tampa terá sido aberta, pelo que é difícil avaliar se é um problema de construção, mas tínhamos que deixar esta nota.

IMG_8605

Vista da traseira onde não há qualquer conexão.

IMG_8608

Do lado esquerdo do equipamento podemos ver alguns conectores (da esquerda para a direita): conector para a alimentação, uma porta USB 2.0, uma entrada para auscultadores, um botão de reset (para caso de bloqueio do portátil) e uma abertura correspondente à coluna de som. O botão de reset é um pouco invulgar, e visualmente a legenda também não é a melhor escolha, mas pensando bem “CMOS Clear” possivelmente cumpriria a missão pior que esta opção.

IMG_8609

Do lado oposto temos: a coluna de som, um leitor de cartões SD, uma saída HDMI, uma porta USB 3.0 e uma porta RJ45, para ligação ethernet.

IMG_8610

A imagem acima serve para ilustrar a porta RJ45 aberta. É uma solução que parece aceitável se manipulada com algum cuidado, e necessária atendendo à espessura diminuta do portátil. Como sabem a solução muitas vezes passa por usar uma porta não standard e depois ter que se usar um acessório, pelo que esta hipótese parece-nos um bom compromisso.

IMG_8611

A base apresenta uma abertura para entrada de ar, não no local da ventoinha mas sim no local que fica o processador. Não conseguimos perceber no pouco tempo de testes o impacto que esta abertura podia ter quer nas temperaturas quer na entrada de pó.
Os parafusos usam uma chave de estrela normal e é muito simples de abrir.

IMG_8614

Aspeto do portátil aberto.

IMG_8616

No que se refere à parte do ecrã, podem ver no topo a câmara com uma resolução de 720p com o LED de indicação quando está em funcionamento, e o microfone.
No que se refere à qualidade do ecrã, que é algo que seguramente se estão a perguntar, apresenta bons ângulos de visão com cores boas. A impressão é muito boa.
A moldura é bastante considerável, com uma serie de peças em plástico para apoiar corretamente na parte inferior, mas também mostra que é um barebone com soluções menos premium.
Outro detalhe que nos preocupou, mas que mais uma vez desconhecemos se pode ser atribuído a algum utilizador antes de nos chegar á mão, é um ligeiro alto entre a câmara e o ecrã. É quase imperceptível e poderia passar despercebido a um par de olhos menos treinado.

IMG_8617

O teclado é muito semelhante ao que uso no dia a dia e como tal era difícil não gostar atendendo que é o tipo de teclado que mais me satisfaz. Mas aqui podem perfeitamente haver gostos diferentes, no entanto o que é transversal é que as teclas respondem corretamente, e existe um espaçamento adequado entre teclas sendo fácil escrever rapidamente. O trackpad também cumpre bem a sua função.

IMG_8620

Como seria de esperar, a bateria domina quase metade do espaço. Apresenta uma ventoinha, mais do que suficiente para lidar com o TDP de 15W do processador.

IMG_8623

Destaque para o sistema de arrefecimento constituído pela ventoinha e dissipador com heatpipe, e memória RAM, neste caso de 8GB.

IMG_8629

Pormenor do dissipador.

IMG_8624

Do outro lado temos o disco mecânico, um HGST Travelstar Z7K500 com capacidade de 500GB e 7200 RPM. Uma boa escolha enquanto disco mecânico mas curto quando temos sido mimados ao longo destes anos com a performance dos SSD.

IMG_8625

Acima do disco mecânico podem ver que é possível colocar um SSD M.2. Ficam com um portátil novo se optarem por preencher aquela slot ou encomendar um equipamento com esta opção. A vantagem deste portátil é poderem em qualquer altura fazer o upgrade já que não invalida a garantia. O SSD M.2 tem que ser tipo 2280 (22 mm de largura, e 80 mm de comprimento).

IMG_8626

IMG_8627

A bateria é de Li-ion de 45Wh.

BIOS

IMG_8631

IMG_8632

IMG_8633

IMG_8634

IMG_8635

IMG_8636

A BIOS é tradicional, nada de UEFI com mil e uma opções.

Página anterior 1 2 3 4 5 6Página seguinte
Etiquetas

Artigos Relacionados

Back to top button
Close
Close