AnálisesDestaque

AMD Ryzen 5 1600

Overclock

Na análise ao Ryzen 7 1700 o overclock acabou limitado pela capacidade de dissipação do cooler stock.
Deste vez contámos com artilharia pesada, nesse departamento, na forma do Arctic Liquid Freezer 240, o que abriu perspectivas de resultados um pouco melhores, para este Ryzen 5 1600.
Começámos por apontar a um número redondo: 4GHz com 1,4V.

O sistema arrancou mas revelou-se instável. Tentámos subir a voltagem até aos 1,425V, mas nem isso curou a instabilidade. Segundo a AMD, voltagens acima deste valor podem comprometer seriamente a longevidade dos processadores, pelo que têm pouco interesse prático.
Assim, seguimos a via inversa na tentativa de estabilizar o sistema, reduzindo a frequência.

Uma redução de apenas 50MHz permitiu alcançar a desejada estabilidade, e sem necessidade de elevar a voltagem acima dos 1,4V.

Além disso, mesmo com este overclock, o CPU não teve problema em usar memórias a 2933MHz CL14.

Esta foi a configuração final com overclock que testámos, CPU a 3,95GHz com memórias a 2933MHz CL14.

Benchmarks

A composição dos sistemas usados nos testes é a seguinte:

CPU AMD Ryzen 7 1700 @stock
AMD Ryzen 5 @stock
AMD Ryzen 5 1600 @3,95GHz
Intel i7 6700K @stock
Intel i5 6400
Intel Pentium G4560
Motherboard MSI B350 Tomahawk MSI Z170A SLI Plus
RAM Corsair Dominator Platinum 2x8GB DDR4 3200MHZ @2133MHz CL15
Corsair Vengeance LPX 2x8GB 3000MHz @ 2133MHz CL15
G.Skill FlareX 2x8GB 3200MHz @ 2933MHz CL14
G.Skill Trident Z 2x8GB DDR 3400MHz @2133MHz CL15
Placa gráfica MSI GTX960 Gaming 2GB
Drive de sistema Toshiba OCZ RD400 512GB
Cooling AMD Wraith Spire RGB
Arctic Liquid Freezer 240
Corsair H110i GTX (H115i)
Fonte de alimentação Corsair CS750M
Caixa Benchtable Corsair Carbide 400Q

Além de testarmos o CPU à velocidade de origem, testámos também a melhor configuração com overclock estável que conseguimos, os já mencionados 3,95GHz com memória a 2933MHz. Esta velocidade de memória foi possibilitada pelo kit G.Skill FlareX 2x8GB 3200MHz, cuja análise aprofundada será disponibilizada muito em breve.

CineBench R15

Como esperado, o Ryzen 5 1600 destrói toda a competição dual e quad-core, só sendo superado pelo irmão mais velho de 8 núcleos. Com overclock, fica mais próximo.

A performance de uma única thread é praticante a mesma do 1700, o que é natural, visto estes modelos terem frequências máximas muito semelhantes.

No teste de OpenGL o Ryzen 5 saiu-se bem melhor que o Ryzen 7, por qualquer motivo não totalmente claro. Talvez o efeito das BIOS mais recentes.
Com overclock quase igualou o i7.

LuxMark 3.0

Outro teste de rendering que, mais uma vez, mostra a força destes CPUs neste tipo de tarefa.

PCMark 7

Nestes testes o Ryzen 5 1600 teve resultados muito semelhantes ao Ryzen 7 1700. Esta paridade prova que o PCMark 7 não faz grande uso de múltiplas threads, o que por sua vez explica o resultado relativamente fraco em computação, onde estes CPUs deviam brilhar.

PCMark 8

Na generalidade destes testes, o Ryzen 5 1600 obteve resultados ao nível de Ryzen 7 e i7, superiorizando-se ao i5 6400, o único representante da gama directamente concorrente.

No Microsoft Office, este processador apenas foi batido pelo i7 6700K, encurtando a distancia com recurso ao overclock.

Também aqui o overclock ajuda a encurtar a distância para a gama superior. O resultado base é bastante satisfatório, superiorizando-se mais uma vez ao i5.

Web Browsing

Os testes de browser parecem ser altamente dependentes da frequência dos processadores, com o i7 e os seus 4,2GHz a deixarem todos os restantes modelos para trás por larga margem.
Com a excepção do WebXPRT, um teste de HTML5 com o qual a AMD não parece dar-se muito bem, o Ryzen 5 1600 bate-se bem com os restantes CPUs em teste, com o overclock a dar um impulso considerável à sua performance.

x265

Na codificação de vídeo voltamos aos cenários onde as threads extra dos Ryzen brilham. Neste caso, o overclock compensa os 2 núcleos a menos e o Ryzen 5 consegue igualar o tempo do irmão mais velho.

7-Zip

Mais um caso onde todas as threads contam.
É curioso observar que os CPUs da Intel parecem preferir a compressão de ficheiros, enquanto os AMD se dão claramente melhor com a descompressão.

3DMark

Os resultados neste benchmark de referência seguem a tendência já observada com o Ryzen 7 1700: excelentes resultados nos testes de física, fruto do grande número de núcleos disponíveis, mas performance gráfica essencialmente limitada pelo GPU.

Unigine

O Unigine Heaven parece ser totalmente indiferente ao CPU. Já no Valley, o Ryzen 5 fica ligeiramente atrás dos modelos da Intel, recuperando terreno com o overclock.

Jogos

Todos os jogos foram testados na resolução de 1920×1080, com níveis de detalhe médios, de modo a tirar ênfase da capacidade gráfica do sistema e colocar mais peso nos processadores.

Rise of the Tomb Raider

Neste jogo o CPU tem grande influência nos FPS mínimos. O Ryzen 5 1600 faz um bom trabalho, ficando pouco atrás dos quad-core da Intel, e chegando mesmo a batê-los, com overclock.

Shadow of Mordor

2 ou 8 núcleos são absolutamente indiferentes para este jogo. Um dia talvez experimentemos um Pentium 4.

Bioshock Infinite

Um jogo já com alguns anos, que não faz muito uso de múltiplas threads, mas depende da frequência para evitar quedas muito grandes de FPS mínimos. Nesse caso o Ryzen perde um pouco para todos os Intel, embora mantenha médias do mesmo nível.  O overclock resolve o problema, colocando-o ao nível do i7.

GRID Autosport

Neste caso o Ryzen 5 fica, estranhamente, bastante aquém do Ryzen 7 1700, sendo até batido pelo Pentium G4560.
Para compensar, o ovcerclock produz ganhos de 35% nos fps médios e de uns incríveis 50% nos mínimos. Este resultado leva-nos a crer que os resultados stock são, pelo menos parcialmente, limitados pela frequência da memória. Nos testes dos kits de memória de alta velocidade iremos esclarecer este ponto.

Grand Theft Auto V

Num jogo que sabemos gostar de múltiplos núcleos, o Ryzen 5 1600 segue o exemplo do irmão e produz excelentes resultados. Embora não seja o CPU com a média mais elevada do teste, é dos que apresenta valores de FPS mínimos mais altos, proporcionando uma das melhores experiências de jogo.

Página anterior 1 2 3 4Página seguinte
Etiquetas

Artigos Relacionados

Back to top button
Close
Close