AnálisesDestaque

Análise Samsung Galaxy S

O mercado dos dispositivos móveis com Android está actualmente bastante movimentado. Primeiro porque é o único sistema operativo móvel actualmente com uma visibilidade bastante grande e que ao mesmo tempo é um sistema aberto — o que lhe oferece uma comunidade numerosa e variada; isto permite também a diversos fabricantes de hardware desenvolverem um sistema operativo mais livremente (com as suas vantagens e desvantagens) e darem-lhe alguma personalização.

Segundo, e consequência do anterior, porque a existência de diferentes fabricantes cria uma competição saudável — dentro do mesmo sistema operativo, aproveitando a fidelização do cliente ao sistema que lhe permite trocar de terminal móvel sem preocupação de reaprender a utilizar a interface e as aplicações.
Ainda falando em aplicações, esta é um ponto forte do Android — o mercado de software desenvolvido por terceiros cresce a bom ritmo, e esta é mais uma vantagem gratuita para os fabricantes ao adoptarem o sistema operativo desenvolvido pela Google.

Deste grande movimento de dispositivos é possível ver uma variedade de equipamentos — desde o mais “low end”, por consequência mais acessível, ao mais “high end”, que sendo oposto torna-se naturalmente mais caro.
Uma característica interessante no mercado hoje é a clara existência de consumidores para toda a faixa de dispositivos, seja pelo preço ou pela necessidade pelas funcionalidades oferecidas.

Samsung Galaxy S

Um dos equipamentos que se lança para uma posição junto aos dispositivos mais sofisticados é o Samsung GT-I9000 ou, coloquialmente, Samsung Galaxy S.

O equipamento, gentilmente cedido pela Samsung Portugal, é uma unidade de amostra.

1 2 3 4 5 6 7Página seguinte
Etiquetas

Artigos Relacionados

Close
Close